Uma Família Inglesa

Uma Família Inglesa

avaliação dos leitores (4 comentários)
(4 comentários)
ISBN: 978-972-0-04965-0
Edição/reimpressão: 11-2010
Editor: Porto Editora
Código: 04965
ver detalhes do produto
6,60€ I
-10%
EM
STOCK
COMPRAR
-10%
EM
STOCK
6,60€ I
COMPRAR
I 10% DE DESCONTO EM CARTÃO
I Em stock - Envio 24H

SINOPSE

Este foi o primeiro romance do autor, mas, receoso do acolhimento que lhe dariam, aparece muito depois de ter sido escrito, em folhetins, no "Jornal do Porto", em 1867.

É um romance citadino, objetivo, de análise psicológica e individual, ao estilo do romance realista inglês. Abunda a pintura de interiores, mas a ação é lenta, precipitando-se nos últimos capítulos.

O desenlace é cor-de-rosa, como conclusão habitual em quem "viveu de leve, escreveu de leve, morreu de leve", segundo Eça de Queirós.

Lilaz Carriço, in Literatura Prática II, Porto Editora (adaptado)
Ver Mais

COMENTÁRIOS DOS LEITORES

Adorei
Lino Fraga | 2020-05-30
Adorei os livros porque, além de excelentes e de muito admirar o seu autor Júlio Diniz, fizeram-me reviver a minha juventude.
É Júlio Dinis !
A.F. | 2017-03-18
O livro "Uma Família Inglesa" sem dúvida cativante, além de incontornável a um qualquer leitor, faz marcar a, ainda fresca e brilhante, escrita de Júlio Dinis. Recomendo vivamente.

DETALHES DO PRODUTO

Uma Família Inglesa
ISBN: 978-972-0-04965-0
Edição/reimpressão: 11-2010
Editor: Porto Editora
Código: 04965
Idioma: Português
Dimensões: 128 x 198 x 27 mm
Encadernação: Capa mole
Páginas: 448
Tipo de Produto: Livro
Classificação Temática: Livros > Livros em Português > Literatura > Romance

sobre Júlio Dinis

Júlio Dinis, pseudónimo de Joaquim Guilherme Gomes Coelho, nasceu em 1839 no Porto, onde cursou Medicina. Em 1862, diagnosticado com tuberculose, suspende o exercício da profissão e retira-se, durante vários anos, para Ovar e, mais tarde, para a Madeira. Descoberto o encanto da vida rural, mas nunca esquecendo o afã da cidade e a sua burguesia nascente, publica o seu primeiro romance em volume, As Pupilas do Senhor Reitor, em 1867, seguindo-se-lhe Uma Família Inglesa (ambos lançados previamente em folhetins, no Jornal do Porto) e A Morgadinha dos Canaviais, ambos em 1868. No ano seguinte conclui o seu quarto romance, Os Fidalgos da Casa Mourisca, cujas provas tipográficas já não acabará de rever. Marcando a transição entre romantismo e realismo, e influenciado pela leitura dos grandes autores ingleses, como Jane Austen ou Charles Dickens, Júlio Dinis cultiva na sua obra o tratamento cuidado de temas familiares e quotidianos, numa estrutura de desenvolvimento lento, mas de resolução engenhosa. Após uma longa batalha contra a doença, morre prematuramente, aos 31 anos, na cidade que o viu nascer, em 1871.
Ver Mais

QUEM COMPROU TAMBÉM COMPROU

Este site utiliza cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência de navegação. Ao navegar estará a consentir a sua utilização. Saiba mais sobre a nossa política de privacidade. Tomei conhecimento e não desejo visualizar esta informação novamente.

OK