Sem Coração

avaliação dos leitores (2 comentários)
(2 comentários)
ISBN: 978-972-0-04754-0
Edição/reimpressão: 07-2015
Editor: Porto Editora
Código: 04754
ver detalhes do produto
15,50€ I
-10%
PORTES
GRÁTIS
EM
STOCK
COMPRAR
-10%
PORTES
GRÁTIS
EM
STOCK
15,50€ I
COMPRAR
I 10% DE DESCONTO EM CARTÃO
I EM STOCK
I PORTES GRÁTIS

SINOPSE

Dois homicídios, encapotados de morte natural, e o roubo do coração do rei D. Pedro IV do mausoléu da igreja da Lapa, no Porto, são o pretexto para uma nova investigação do detetive privado Mário França.

Em conjunto com a sua equipa de agentes marginais, com métodos peculiares mas de uma eficácia a toda a prova, terá forçosamente de se imiscuir num universo de intrigas familiares, gangues violentos e querelas que remontam aos tempos das Guerras Liberais, procurando respostas para os assassínios, de uma sofisticação incomum, e para o roubo da relíquia real, aparentemente relacionado com redes internacionais de tráfico dessa peculiar mercadoria que é a memorabilia corporea

Por entre as linhas da narrativa, e pela voz do seu protagonista, naquela que é a primeira obra ficcional sobre o coração do rei D. Pedro IV, bastião nacional da liberdade, Miguel Miranda tece também uma sincera homenagem à cidade do Porto e aos ideais da causa liberal, bem como uma análise histórica, em particular ao momento que deu origem ao famoso epíteto de Invicta: o cerco da cidade, «tempos de horror e carnificina» que terminaram com a vitória dos liberais.
Ver Mais

COMENTÁRIOS DOS LEITORES

Crimes à Moda do Porto
Sonia Tomás Marques | 2017-03-26
Sem Coração é uma tripla investigação criminal; por um lado há que procurar localizar o desaparecido coração de D. Pedro IV, uma das mais importantes relíquias do país; por outro lado, há que esclarecer as suspeitas mortes de dois indivíduos que apresentam, directa ou indirectamente, conexões com o dito coração... Sobre estes factos se debruçam a polícia e o auto-intitulado "Melhor Detective do Mundo" Mário França, e o resultado é um livro surpreendente e cativante. Miguel Miranda leva-nos pelo mundo encantado da Invicta, pontuando a sua imaginativa narrativa com factos históricos, geográficos e político-sociais da capital do norte. Sem Coração foi, sem dúvida, uma agradável surpresa, de fácil digestão e entretém q.b.
Gostei, não Adorei
Filipa | 2015-09-02
Sem Coração é, aparentemente, a história de um detective privado contratado para descobrir os autores do roubo do coração de D. Pedro IV da Igreja da Lapa, no Porto, e de dois homicídios encapotados de morte natural. Sem Coração não é isso, de todo. Se isso é tido como o ponto central desta obra, então deixa muito a desejar. Sem Coração é História de Portugal e da Invicta e uma sincera e bonita homenagem a esta cidade. Sem coração é a história de Mário França, um homem vulnerável, com uma madura imaturidade de sentimentos, os seus problemas de auto-estima e, por vezes, de consciência, as suas relações pessoais e sociais e a sua obsessão com os detalhes. O roubo do coração de D. Pedro IV e o assassinato de duas pessoas desempenhou, quanto a mim, um papel secundário nesta obra. No entanto, gostava que essa parte da história tivesse sido tratada com maior profundidade. Devoro policiais e achei que este se ficou pela superfície, assemelhando-se a uma série policial infantil.

DETALHES DO PRODUTO

Sem Coração
ISBN: 978-972-0-04754-0
Edição/reimpressão: 07-2015
Editor: Porto Editora
Código: 04754
Idioma: Português
Dimensões: 152 x 235 x 13 mm
Encadernação: Capa mole
Páginas: 176
Tipo de Produto: Livro
Classificação Temática: Livros > Livros em Português > Literatura > Policial e Thriller
Miguel Miranda é médico e autor de vários romances, livros de contos e livros infantis. Recebeu o Grande Prémio de Conto da Associação Portuguesa de Escritores pelo livro Contos à Moda do Porto (1996); o Prémio Caminho de Literatura Policial pelo livro O Estranho Caso do Cadáver Sorridente (1997); e o Prémio Fialho de Almeida em duas ocasiões, pelos livros A Maldição do Louva-a-Deus (2001) e Todas as Cores do Vento (2013). Foi, também, finalista do Prémio PEN Narrativa 2012 (Todas as Cores do Vento) e do Prémio Violeta Negra 2014 do Festival de Literatura Policial de Toulouse (Donnez Leur, Seigneur, le Repos Éternel, edição francesa de Dai-lhes, Senhor, o Eterno Repouso). Está traduzido em Itália e França e representado em diversas coletâneas. No catálogo da Porto Editora figuram já os seus romances Dai-lhes, Senhor, o Eterno Repouso, Todas as Cores do Vento e A Paixão de K, bem como o livro de contos A Fome do Licantropo e Outras Histórias.
Ver Mais