Piloto de Guerra

Piloto de Guerra

ISBN:978-972-38-2913-6
Edição/reimpressão:02-2015
Editor:Livros do Brasil
Código:77383
Coleção:Dois Mundos
ver detalhes do produto
14,40€
12,96€
-20%
EM
STOCK
COMPRAR
-20%
EM
STOCK
14,40€
12,96€
COMPRAR
I10% DE DESCONTO IMEDIATO + 10% EM CARTÃO
IEm stock - Envio imediato

SINOPSE

Em 1939, Saint-Exupéry é mobilizado para a Segunda Guerra Mundial e designado capitão do grupo de aviação 2/33, no qual cumpre missões de reconhecimento fotográfico. Um ano mais tarde, após o armistício assinado pelo Marechal Pétain, exila-se nos Estados Unidos e é aí que, em 1942, publica pela primeira vez Piloto de Guerra, romance em que descreve a guerra, os seus heroísmos e os seus horrores, e reflete sobre a sua fuga da pátria ocupada. Homenagem àqueles que sacrificaram as suas vidas e manifesto de uma França que recusa a derrota, é o testemunho de um homem nascido para ver o mundo de cima para baixo e que regista com grande autenticidade literária a sua experiência de ação. Em 1944, a libertação de França leva-o de volta ao seu avião. Descolando da ilha da Sardenha a 31 de julho de 1944, em missão de reconhecimento, Saint-Exupéry nunca chegaria ao seu destino, no sul de França. Esta tradução de Piloto de Guerra é de Ruy Belo.

Os grandes nomes da literatura universal estão de volta na página especial da coleção Dois Mundos.
Ver Mais

DETALHES DO PRODUTO

Piloto de Guerra
ISBN:978-972-38-2913-6
Edição/reimpressão:02-2015
Editor:Livros do Brasil
Código:77383
Coleção:Dois Mundos
Idioma:Português
Dimensões:153 x 235 x 14 mm
Encadernação:Capa mole
Páginas:176
Tipo de Produto:Livro
Classificação Temática: Livros em Português > Literatura > Memórias e Testemunhos
Antoine de Saint-Exupéry nasceu a 29 de junho de 1900 em Lyon. Faz o seu batismo de voo aos 12 anos, aos 22 torna-se piloto militar e é como capitão que em 1939 se junta à Força Aérea francesa em luta contra a ocupação nazi. A aviação e a guerra viriam a revelar-se elementos centrais de toda a sua obra literária, onde se destacam títulos como Correio do Sul (1929), o seu primeiro romance, Voo Noturno (1931), que logo se tornou um êxito de vendas internacional, e Piloto de Guerra (1942), retrato da sua participação na Segunda Guerra Mundial. Em 1943 publicaria aquela que é reconhecida como a sua obra-prima, O Principezinho, um dos livros mais traduzidos em todo o mundo. A sua morte, aos 44 anos, num acidente de aviação durante uma missão de reconhecimento no sul de França, permanece ainda hoje um mistério.
Ver Mais

Este site utiliza cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência de navegação. Ao navegar estará a consentir a sua utilização. Saiba mais sobre a nossa política de privacidade. Tomei conhecimento e não desejo visualizar esta informação novamente.

OK