Perder-se

Perder-se

avaliação dos leitores (4 comentários)
(4 comentários)
Formatos disponíveis
17,75€ I
15,98€ I
-10%
EM
STOCK
COMPRAR
-10%
EM
STOCK
17,75€ I
15,98€ I
COMPRAR
I 10% DE DESCONTO IMEDIATO
I EM STOCK

SINOPSE

Perder-se revela o diário íntimo mantido por Annie Ernaux durante o ano e meio em que viveu uma relação intensa e secreta com um diplomata russo, mais jovem, casado, que a deixou à beira da obsessão. Conhecem-se em setembro de 1988. Annie está divorciada, tem dois filhos crescidos, mora nos arredores de Paris e acaba de fazer quarenta e oito anos. Sem conseguir trabalhar num novo livro e desempenhando automaticamente as tarefas banais do dia a dia, é a expectativa da visita daquele homem que lhe ocupa os pensamentos. Quando tudo acaba, sem um gesto de despedida, restam-lhe os sonhos – e a escrita. Esta é a relação retratada em Uma Paixão Simples, aqui exposta através de apontamentos mais imediatos e sem artifícios, que põem a nu toda a vulnerabilidade de uma mulher perdida de amor e de desejo.
Ver Mais

CRÍTICAS DE IMPRENSA

Uma Paixão Simples foi uma memória inteligentemente talhada; Perder-se é uma grande porção da sua vida e a versão mais interessante do caso. (...) Suspeito que este livro virá a tornar-se uma espécie de totem para amantes: um manual para os ajudar a encontrar o seu centro quando, tal como Ernaux, se perdem de amor.
The Guardian

COMENTÁRIOS DOS LEITORES

Perdida de Paixão
AllbyMyShelves | 2024-04-24
Este livro é o Diário de Annie Ernaux do ano e meio em que esteve envolvida com (e absorvida por!)um homem casado, oriundo da União Soviética. É precisamente esta vivência que serve de base ao meu livro preferido da autora: "Uma Paixão Simples", mas em "Perder-se" percebemos que esta Paixão foi tudo menos Simples para Annie. Mais uma vez, Ernaux apresenta-se despida de pruridos e subterfúgios. Perdida de paixão. Tudo é visceral, vívido e sofrido. Como apontado na citação, estamos perante uma assumida obsessão pelo "objeto" da Paixão, obsessão essa contida perante este e na sua ausência, mas completamente espelhada nas páginas do seu diário. Se essa obsessão me enche as medidas enquanto leitora, poderá, contudo, deixar outros leitores um pouquinho "enfartados", pois neste livro temos um "fartote" de entradas de diário de uma mulher desesperada de paixão. Assim, diria que não é o livro ideal para começar a conhecer a autora, ou para quem pouco se identifica com esta vivência tão compulsiva.
Uma Paixão (que de) Simples (não teve nada)
LTC | 2024-01-12
Annie Ernaux faz-nos regressar a Uma Paixão Simples com apontamentos sobre a sua paixão por um diplomata russo mais novo e casado, no seu tom confessional a que já nos habituou e à sua escrita honesta, crua e despida de floreados. Quem leu Uma paixão Simples de Annie Ernaux com toda a certeza nunca mais apagou da memória as palavras da autora que narram esta sua paixão, que de simples não teve nada. Esta relação tornou-se extremamente obsessiva e Annie Ernaux viu-se a viver em função dos "chamados" de um homem que a sugou emocionalmente até ao âmago.

DETALHES DO PRODUTO

Perder-se
de Annie Ernaux
ISBN: 978-989-711-149-5
Edição/reimpressão: 06-2023
Editor: Livros do Brasil
Código: 77579
Coleção: Dois Mundos
Idioma: Português
Dimensões: 152 x 235 x 21 mm
Encadernação: Capa mole
Páginas: 272
Tipo de Produto: Livro
Classificação Temática: Livros > Livros em Português > Literatura > Memórias e Testemunhos

sobre Annie Ernaux

PRÉMIO NOBEL DA LITERATURA 2022

Annie Ernaux nasceu em Lillebonne, na Normandia, em 1940, e estudou nas universidades de Rouen e de Bordéus, sendo formada em Letras Modernas. É atualmente uma das vozes mais importantes da literatura francesa, destacando-se por uma escrita onde se fundem a autobiografia e a sociologia, a memória e a história dos eventos recentes. Galardoada com o Prémio de Língua Francesa (2008), o Prémio Marguerite Yourcenar (2017), o Prémio Formentor de las Letras (2019) e o Prémio Prince Pierre do Mónaco (2021) pelo conjunto da sua obra, destacam-se os seus livros Um Lugar ao Sol (1984), vencedor do Prémio Renaudot, e Os Anos (2008), vencedor do Prémio Marguerite Duras e finalista do Prémio Man Booker Internacional. Em 2022, Annie Ernaux foi distinguida com o Prémio Nobel de Literatura.
Ver Mais

DO MESMO AUTOR

Em Stock

Os Armários Vazios

de Annie Ernaux

14,99€

16,65€

Em Stock

A Vergonha

de Annie Ernaux

12,96€

14,40€

Em Stock

Não Saí da Minha Noite

de Annie Ernaux

11,97€

13,30€

Em Stock

Memória de Rapariga

de Annie Ernaux

14,99€

16,65€

Em Stock

O Jovem

de Annie Ernaux

11,97€

13,30€

Ver mais títulos deste autor

Conheça as nossas novidades

Seja o primeiro a conhecer os livros que acabaram de chegar, notícias sobre autores, conteúdo exclusivo e muito mais!

Conheça as nossas novidades

Seja o primeiro a conhecer os livros que acabaram de chegar, notícias sobre autores, conteúdo exclusivo e muito mais!