Novas Metodologias em Educação

avaliação dos leitores (1 comentários)
(1 comentários)
ISBN: 978-972-0-34208-9
Edição/reimpressão: 04-1995
Editor: Porto Editora
Código: 34208
Coleção: Educação
ver detalhes do produto
25,00€ I
-10%
PORTES
GRÁTIS
COMPRAR
-10%
PORTES
GRÁTIS
25,00€ I
COMPRAR
I 10% DE DESCONTO EM CARTÃO
I Esgotado ou não disponível
I PORTES GRÁTIS

SINOPSE

O problema das metodologias em educação não se equaciona da mesma forma no paradigma da escola tradicional e no paradigma alternativo da escola pluridimensional.

Nesta obra faz-se uma abordagem global da temática das metodologias em educação que rompe com a óptica que as olhava como meros instrumentos ao serviço da prossecução de estratégias de realização de um poder pedagógico soberano.

Considerando-as largamente decorrentes das metodologias de investigação - sem que com elas se confundam -, assume-se que as metodologias educativas aspiram à construção da autonomia, da liberdade e da responsabilidade do ser humano.


Colecção Educação

Constituída por livros dedicados ao estudo, à análise e com propostas de metodologias aplicáveis no ambiente escola: a indisciplina, a aplicação das novas tecnologias no ensino e a educação para a cidadania são alguns dos temas estudados que estão agora ao dispor de professores e educadores, permitindo-lhes uma actuação mais fundamentada, mais reflexiva e mais crítica.

Ver Mais

COMENTÁRIOS DOS LEITORES

recomendo
catarina | 2015-04-26
Um livro interessante acerca das metodologias de investigação e metodologias educativas que aspiram à construção da autonomia, da liberdade e da responsabilidade.

DETALHES DO PRODUTO

Novas Metodologias em Educação
ISBN: 978-972-0-34208-9
Edição/reimpressão: 04-1995
Editor: Porto Editora
Código: 34208
Coleção: Educação
Idioma: Português
Dimensões: 145 x 210 x 25 mm
Encadernação: Capa mole
Páginas: 576
Tipo de Produto: Livro
Classificação Temática: Livros > Livros em Português > Ensino e Educação > Teorias Educacionais e Currículo

sobre os autores

É professor Coordenador Principal do ISCET, onde exerce as funções de Diretor e de Presidente do Conselho Técnico-Científico, lecionando no Mestrado de Turismo e Desenvolvimento de Negócios. É investigador integrado do research group Philosophy and Public Space do Instituto de Filosofia da Univ. do Porto, instituição onde foi professor catedrático. Tem um doutoramento em Filosofia pela Univ. do Porto e um doutoramento em Turismo pela Univ. de Girona. Professor convidado de universidades estrangeiras, membro de várias sociedades científicas internacionais, é ainda autor de uma vasta e diversificada obra científica no âmbito das suas preocupações transdisciplinares de natureza antropológica, hermenêutica, epistemológica e pedagógica.
Ver Mais
João Francisco Marques, natural da Póvoa de Varzim (Póvoa de Varzim, 09-01-1929 – Póvoa de Varzim, 06-03-2015), catedrático jubilado da Faculdade de Letras da Universidade do Porto, onde foi titular da cadeira de Teoria da História, dirigiu seminários de Parenética Portuguesa dos séculos XVI-XVIII, Invasões Francesas e de Minorias Religiosas na Idade Moderna e Contemporânea.
A área das suas investigações situa-se no campo da oratória sagrada, da piedade popular, da cultura e mentalidade religiosa da época moderna - temas sobre os quais tem numerosos estudos.
Membro da Academia Portuguesa da História, dos Centros de História Religiosa da U.C.P., de História da Espiritualidade e de História Moderna da FLUP, é autor de mais de uma centena de estudos publicados em revistas e coletâneas da especialidade, portuguesas e estrangeiras, e, nomeadamente, entre outras mais, das seguintes obras: José da Silva Tavares e a Actividade Contra-Revolucionária no período do Liberalismo (1975); A Parenética Portuguesa e a Dominação Filipina (1986); A Parenética Portuguesa e a Restauração (1989); O Clero Nortenho e as Invasões Francesas (1991); Humanismos e Reformas, direção do vol. II da História da Vida Religiosa de Portugal (2001); A Arquidiocese de Braga na Evangelização do Além-Mar (2002), galardoada com o Prémio da fundação Calouste Gulbenkian "Os Portugueses no Mundo", da Academia Portuguesa de História; A Utopia do Quinto Império e os Pregadores da Restauração (2007).
Foi, ainda, assessor histórico de filmes do realizador Manoel de Oliveira.

Ver Mais

Este site utiliza cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência de navegação. Ao navegar estará a consentir a sua utilização. Saiba mais sobre a nossa política de privacidade. Tomei conhecimento e não desejo visualizar esta informação novamente.

OK