Nó Cego

Nó Cego

Formatos disponiveis
14,94€
16,60€
-10%
PORTES
GRÁTIS
EM
STOCK
COMPRAR
-10%
PORTES
GRÁTIS
EM
STOCK
14,94€
16,60€
COMPRAR
I10% DE DESCONTO IMEDIATO
IEm stock - Envio 24H
IPORTES GRÁTIS

SINOPSE

Nó Cego é hoje um clássico da literatura portuguesa.

Objeto de estudo e de atenção nos meios universitários, é sobretudo um grande e poderoso romance dos nossos dias, essencial para as atuais gerações de portugueses viverem esse período crucial da nossa História que foram os anos da guerra colonial e o fim do regime de ditadura, bem como para conhecer os dramas, as angústias, as alegrias e as tristezas da geração que fez a guerra e que a terminou, abrindo Portugal à modernidade.

Mantendo a estrutura da obra tal como originalmente publicada, Carlos Vale Ferraz intensificou a narrativa, dotando o texto de uma linguagem mais depurada, com as situações mais definidas na sua complexidade, por forma a que o leitor se sinta mais bem situado dentro da ação. E é assim que Nó Cego participa simultaneamente do documento e do monumento, do poderoso testemunho e da excelente literatura.
Ver Mais

CRÍTICAS DE IMPRENSA

«Nó Cego é não só um romance de aventuras, corrido, fácil, amigo do leitor, como é literalmente sofisticado, com um fundo falso onde esconde uma soberba macrometáfora.»
Rui de Azevedo Teixeira
«Um fresco sobre a guerra colonial e um requiem sobre os soldados portugueses.»
António-Pedro Vasconcelos
«Magnífico e algo avassalador.»
João de Melo
«Infinitamente próximo do real.»
General Sousa Menezes

DETALHES DO PRODUTO

Nó Cego
ISBN:978-972-0-03088-7
Edição/reimpressão:04-2018
Editor:Porto Editora
Código:03088
Idioma:Português
Dimensões:152 x 235 x 26 mm
Encadernação:Capa mole
Páginas:384
Tipo de Produto:Livro
Classificação Temática: Livros em Português > Literatura > Romance
Carlos Vale Ferraz, pseudónimo literário de Carlos de Matos Gomes, nasceu a 24 de julho de 1946, em Vila Nova da Barquinha. Foi oficial do Exército, tendo cumprido comissões em Angola, Moçambique e Guiné. Algumas das suas obras foram adaptadas ao cinema e à televisão, e colaborou com Maria de Medeiros no argumento do filme Capitães de Abril. É investigador de História Contemporânea de Portugal. Publicou, como Carlos de Matos Gomes e em coautoria com Aniceto Afonso, os livros Guerra Colonial, Os Anos da Guerra Colonial e Portugal e a Grande Guerra. No catálogo da Porto Editora figuram os seus romances A Última Viúva de África (2017) e Nó Cego (1.ª ed. 1982), agora reeditado, uma obra de referência obrigatória na ficção portuguesa sobre a guerra colonial.
Ver Mais

DO MESMO AUTOR

Este site utiliza cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência de navegação. Ao navegar estará a consentir a sua utilização. Saiba mais sobre a nossa política de privacidade. Tomei conhecimento e não desejo visualizar esta informação novamente.

OK