Ensaiar

Ensaiar

ISBN: 978-972-37-1033-5
Edição/reimpressão: 08-2005
Editor: Assírio & Alvim
Código: 78555
ver detalhes do produto
15,00€ I
12,00€ I
-20%
PORTES
GRÁTIS
EM
STOCK
COMPRAR
-20%
PORTES
GRÁTIS
EM
STOCK
15,00€ I
12,00€ I
COMPRAR
I 20% DE DESCONTO IMEDIATO
I EM STOCK
I PORTES GRÁTIS

CRÍTICAS DE IMPRENSA

"Duas nazarenas dançam, unidas pelo ventre, como se fossem gémeas siamesas. Estão vestidas de igual, com aventais de rendas e blusas festivas. Um rapaz com saiote e asas de anjo olha, comunicando com o mar. Um rosto de diabo espreita entre a multidão. Quatro homens tapados com capas negras, das que usam as peixeiras, representam numa cegada. Uma banda de música toca a marcha de um dos bailes. Os seus membros estão todos embriagados. Um par de namorados abraça-se junto a uma fogueira. Um homem de saia e de barrete, sentado numa cervejaria, curte uma bebedeira em silêncio.
São cenas do Entrudo na Nazaré, de pessoas que vivem o Carnaval de um modo singular, exprimindo nesses dias de folia o sentir de coisas profundas que lhes vai na alma. É uma memória recente que reconvoca algo vivido e muita vez contado pelos mais velhos.
[…]
Esta loucura carnavalesca tem o seu início no dia de São Brás, a 3 de Fevereiro. Trata-se de uma festa totalmente pagã, dionisíaca, sem padres, nem missas, com fogueiras, danças, enchidos e vinho tinto. É o diabo que se solta. Rapazes e raparigas, ensaiados (mascarados) cada um a seu modo, qual deles o mais trapalhão, dançam em volta do Monte de São Brás, situado a alguma distância da vila. Cantam, saltam à fogueira, sobem ao Monte Siano para uma visita à capela e ao santo, beijam-se e prometem amores clandestinos entre si, preparando-se para as grandes noites de Carnaval. Esta cadeia de festividades só pára quando o Santo Entrudo é queimado a corpo inteiro na areia da praia, na quarta-feira de cinzas." (Jaime Rocha)

DETALHES DO PRODUTO

Ensaiar
ISBN: 978-972-37-1033-5
Edição/reimpressão: 08-2005
Editor: Assírio & Alvim
Código: 78555
Idioma: Português
Dimensões: 214 x 204 x 8 mm
Encadernação: Capa mole
Páginas: 84
Tipo de Produto: Livro
Classificação Temática: Livros > Livros em Português > Arte > Fotografia

sobre os autores

Jaime Rocha nasceu em 1949. Estudou na Faculdade de Letras de Lisboa. Viveu em França nos últimos anos da ditadura. Publicou o primeiro livro, Melânquico (poesia), em 1970. Tem editadas várias obras nos domínios da poesia, da ficção e do teatro. Os seus livros de poesia Os Que Vão Morrer, 2000, Zona de Caça, 2002, Lacrimatória, 2005, e Necrophilia, 2010, constituem uma tetralogia a que o autor chamou Tetralogia da Assombração. Necrophilia foi galardoado com o Prémio de Poesia do PEN Clube 2011. Anteriormente, em 2003, havia publicado Do Extermínio, livro que denominou Livro da Anunciação. Em 2017 publica Preparação para a Noite. Na prosa, destaca-se, além de A Loucura Branca e Os Dias de Um Excursionista, o romance Anotação do Mal, vencedor do Prémio de Ficção do PEN Clube 2008, A Rapariga sem Carne e Escola de Náufragos. A Relógio D’Água tem vindo, também, a publicar alguns dos seus textos dramáticos: O Jogo da Salamandra, 2001, e Azzedine e Outras Peças, 2009.
Ver Mais
Fotógrafo português, nasceu no concelho da Anadia em 1954. Frequentou o Plano de Estudos em Fotografia AR.CO. entre 1986 e 1989, em Lisboa, e hoje é professor de Fotografia na ETEO de Caldas da Rainha.

Desde 1988 que Valter Vinagre apresenta exposições individuais, tendo também participado em diversas exposições coletivas, em Portugal e no estrangeiro.

Na sua bibliografia contam-se livros de fotografia, catálogos e ilustração de livros. Em 1989 recebeu a Menção Honrosa "Pinheiro Manso", da S.E.A e em 1999 recebeu o prémio da 6ª Bienal de Fotografia de Vila Franca de Xira.
Ver Mais

Conheça as nossas novidades

Seja o primeiro a conhecer os livros que acabaram de chegar, notícias sobre autores, conteúdo exclusivo e muito mais!

Conheça as nossas novidades

Seja o primeiro a conhecer os livros que acabaram de chegar, notícias sobre autores, conteúdo exclusivo e muito mais!