Amor de Perdição

Amor de Perdição

Camilo Castelo Branco
avaliação dos leitores (12 comentários)
(12 comentários)
Formatos disponíveis
5,50€I
4,40€I
-20%
EM
STOCK
COMPRAR
-20%
EM
STOCK
5,50€I
4,40€I
COMPRAR
I20% DE DESCONTO IMEDIATO
IEm stock - Envio 24H

SINOPSE

Nesta obra, misto de poema, de novela e de tragédia, Camilo atinge a maturidade artística.

É uma obra equilibrada, com enredo conciso, sem episódios dispersivos, sem um número excessivo de personagens, quase sem considerações do autor, com uma linguagem adequada, substancialmente romântica, na correspondência trocada entre Simão e Teresa, mas saborosamente popular em João da Cruz, franca, viva, cheia de conceitos populares, e, por outro lado, intencionalmente irónica, caricatural, entre as freiras do convento, a anunciar já o escritor de transição para o realismo.

Lilaz Carriço, in Literatura Prática II, Porto Editora (adaptado)
Ver Mais

COMENTÁRIOS DOS LEITORES

11º Ano
Sandra Sousa |2018-11-12
Comprei este livro porque é uma obra que vou dar em Português. É um livro com bom, diferente dos que já li, na medida que me obrigou a ter uma outra perspectiva de leitura, sobre a que eu estava habituada.
Espectativa superada
Katty |2018-11-03
Comprei o livro para a minha irmã que de momento está viver o 11° ano. Nunca pensei que realmente o iria ler, apesar do seu entusiasmo após lhe contar a sua história. Todavia, realmente o leu e amou. Não o achou aborrecido e até ficou entusiasmada para ler mais livros do autor. Estou extremamente agradecida por finalmente ter encontrado um livro que lhe fizesse ganhar gosto pela leitura. Como se costuma dizer: "Mais vale tarde que nunca!".

DETALHES DO PRODUTO

Amor de Perdição
de Camilo Castelo Branco
ISBN:978-972-0-04961-2
Edição/reimpressão:08-2019
Editor:Porto Editora
Código:04961
Coleção:Clássicos Porto Editora
Idioma:Português
Dimensões:128 x 198 x 15 mm
Encadernação:Capa mole
Páginas:192
Tipo de Produto:Livro

de Camilo Castelo Branco

Camilo Castelo Branco
Nasceu em 1825, em Lisboa, e faleceu em 1890, em S. Miguel de Seide (Famalicão). Com uma breve passagem pelo curso de Medicina, estreia-se nas letras em 1845 e em 1851 publica o seu primeiro romance, Anátema. Em 1860, na sequência de um processo de adultério desencadeado pelo marido de Ana Plácido, com quem mantinha um relacionamento amoroso desde 1856, Camilo e Ana Plácido são presos, acabando absolvidos no ano seguinte por D. Pedro V. Entre 1862 e 1863, Camilo publica onze novelas e romances, atingindo uma notoriedade dificilmente igualável. Tornou-se o primeiro escritor profissional em Portugal, dotado de uma capacidade prodigiosa para efabular a partir da observação da sociedade, com inclinação para a intriga e análise passionais. Considerado o expoente do romantismo em Portugal, autor de obras centrais na história da literatura nacional, como Amor de Perdição, A Queda dum Anjo e Eusébio Macário, Camilo Castelo Branco, cego e impossibilitado de escrever, suicidou-se com um tiro de revólver a 1 de Junho de 1890.
Ver Mais

DO MESMO AUTOR

Em Stock

Amor de Perdição

(Memórias duma família)

de Camilo Castelo Branco

6,16€

7,70€

Em Stock

A Queda dum Anjo

de Camilo Castelo Branco

5,28€

6,60€

Em Stock

Maria Moisés

de Camilo Castelo Branco

6,16€

7,70€

QUEM COMPROU TAMBÉM COMPROU

Portes Grátis

Em Stock

Preparação para o Exame Final Nacional 2020 - Biologia e Geologia - 11.º Ano

de Jorge Reis, Paula Lemos, António Guimarães, J. Vieira da Silva

23,92€

29,90€

Portes Grátis

Em Stock

Preparação para o Exame Final Nacional 2020 - Física e Química A - 11.º Ano

de Maria Elisa Arieiro, Carlos Corrêa, Fernando Pires Basto, Noémia Almeida

23,92€

29,90€

Portes Grátis

Em Stock

O Ano da Morte de Ricardo Reis

de José Saramago

14,16€

17,70€

Portes Grátis

Em Stock

Memorial do Convento

de José Saramago

14,16€

17,70€

Este site utiliza cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência de navegação. Ao navegar estará a consentir a sua utilização. Saiba mais sobre a nossa política de privacidade. Tomei conhecimento e não desejo visualizar esta informação novamente.

OK