A Nau Catrineta e Bela Infanta

e outros romances

avaliação dos leitores (1 comentários)
(1 comentários)
Formatos disponíveis
6,60€ I
-10%
EM
STOCK
COMPRAR
-10%
EM
STOCK
6,60€ I
COMPRAR
I 10% DE DESCONTO EM CARTÃO
I Em stock - Envio 24H

SINOPSE

Leitura obrigatória no 6º ano de escolaridade, destinado a leitura autónoma.

Almeida Garrett reuniu no Romanceiro algumas das mais belas histórias da tradição popular portuguesa, desvendando segredos, aventuras e personagens de tempos idos. "A Nau Catrineta" e "Bela Infanta" são dois dos mais conhecidos romances tradicionais, contados de boca em boca e que nos ajudam a compreender melhor as raízes da nossa cultura.

A coleção Educação Literária reúne obras de leitura obrigatória e recomendada no Ensino Básico e Ensino Secundário e referenciadas no Plano Nacional de Leitura.

Conheça todas as obras da Educação Literária na nossa página especial.
Ver Mais

COMENTÁRIOS DOS LEITORES

Comentário sobre o livro A Nau Catrineta e Bela Infanta
Sónia Paulino | 2019-02-03
Adquiri este livro para o meu Educando realizar um trabalho para a disciplina de Português do 6.º ano. Como habitualmente, leio os livros que o meu Educando também lê. O livro é muito interessante de se ler e excita muito a nossa curiosidade, ou seja, ficamos ansiosos por saber como acaba a história.

DETALHES DO PRODUTO

A Nau Catrineta e Bela Infanta
ISBN: 978-972-0-72758-9
Edição/reimpressão: 08-2016
Editor: Porto Editora
Código: 72758
Dimensões: 128 x 198 x 4 mm
Encadernação: Capa mole
Páginas: 48
Tipo de Produto: Livro
Classificação Temática: Livros > Livros em Português > Infantis e Juvenis > Livros de Referência > Livros > Livros em Português > Infantis e Juvenis > Livros de Referência > Infantil (6 a 10 anos) > Livros > Livros em Português > Infantis e Juvenis > Literatura Juvenil
João Baptista da Silva Leitão de Almeida Garrett nasceu no Porto, em 4 de Fevereiro de 1799, e faleceu no ano de 1854, aos 55 anos de idade, em Lisboa, sendo considerado uma figura de incomparável talento na literatura portuguesa e um dos mais geniais escritores portugueses. Escritor com uma obra variada (poeta, dramaturgo, romancista), Garrett foi ainda um homem dedicado à política (diplomata, deputado, ministro), um orador exímio, soldado, juiz, cronista-mor do reino, perdido de amores e um verdadeiro dandy. Da imensa bibliografia publicada, destacamos: Catão (1821); Camões (1825), D. Branca (1826), Adozinda (1828); Portugal na Balança da Europa (1830), Um Auto de Gil Vicente (1838), O Alfageme de Santarém (1842), Frei Luís de Sousa (1843), Romanceiro (1843-1851), Flores sem Fruto (1845), O Arco de Sant’Ana (1845, 1851), e Folhas Caídas (1853).
Ver Mais

QUEM COMPROU TAMBÉM COMPROU

Este site utiliza cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência de navegação. Ao navegar estará a consentir a sua utilização. Saiba mais sobre a nossa política de privacidade. Tomei conhecimento e não desejo visualizar esta informação novamente.

OK