Ronda das mil belas em frol

Ronda das mil belas em frol

Formatos disponiveis
13,30€
11,97€
-20%
EM
STOCK
COMPRAR
-20%
EM
STOCK
13,30€
11,97€
COMPRAR
I10% DE DESCONTO IMEDIATO + 10% EM CARTÃO
IEm stock - Envio imediato

SINOPSE

Eis um livro de ficção sobre sexo. Todas as histórias nele contidas narram percalços, espantos e sobressaltos de ligações íntimas entre homens e mulheres. O que se desvenda, o que se oculta. Rasgos perversos. Permanências e rupturas.

Nem sempre se encontra o que se espera, nem se espera o que se encontra. A variedade é avassaladora. A diferença inevitável. Neste jogo de corpos enlaçados, não poucas leitoras ficarão admiradas com certo olhar masculino. Talvez passem a conhecer ainda melhor outras mulheres. E os leitores também não perdem nada em saber o que pode surpreendê-los nas voltas do mundo.
Ver Mais

CRÍTICAS DE IMPRENSA

Excelente, excelente, excelente. Não é difícil aplicar este título à obra de Mário de Carvalho, mas dificilmente encontramos outro livro de contos do autor tão excelente como este.”
Miguel Real, Jornal de Letras
Estes contos são como uma nova arte de amar, muito depois de Ovídio.
Hugo Pinto Santos, Público (4 ****)
Num tempo em que o vocabulário comum se vê reduzido a 100 palavras, e este patamar já corresponde a gente com responsabilidades na área da comunicação e da cultura, ler Mário de Carvalho reconcilia-nos com a língua.
Eduardo Pitta, Sábado (4 ****)
O humor é uma constante, os diálogos são ágeis e naturais,o vernáculo está oblutamente banido - não é por ele que a toada vinga nem o tema se impõe. As descrições […] vivem sempre da sua riqueza vocabular, léxico amplo, ecléctico (incluindo engenharia) e eficaz, que transforma a leitura num deleite. Apetece prolongar. A leitura, claro está.
Time Out Lisboa (5 *****)
«O assunto já andou nas bocas do mundo literato, subitamente aterrado com a sua incapacidade de cobrir, com talento e com técnica, uma das forças motrizes da existência, por mais que isso afronte a consciência dos que aqui encontram exclusivamente uma via reprodutiva - os portugueses escrevem mal sobre sexo. Quedam-se, por norma ratificada pela estatística, de um dos lados da barricada: ou resvalam para a ordinarice, deslavada e bélica, ou tentam encaixar a verborreia nas descrições, com um desfecho ridículo e kitsch. Felizmente, há Mário de Carvalho. […] Dirão alguns: no que toca ao sexo, mais vale fazê-lo do que escrevê-lo. Com a devida licença, a sentença só ganhará em ser aplicada ou desmentida caso a caso. As provas disto mesmo são abundantes e apetitosas neste livro que, passe a expressão e fique a ideia, ganha o sabor de uma "rapidinha". »
João Gobern, Diário de Notícias

DETALHES DO PRODUTO

Ronda das mil belas em frol
ISBN:978-972-0-04864-6
Edição/reimpressão:07-2016
Editor:Porto Editora, S.A.
Código:04864
Idioma:Português
Dimensões:142 x 210 x 11 mm
Encadernação:Capa mole
Páginas:104
Tipo de Produto:Livro
Classificação Temática: Livros em Português > Literatura > Romance
Mário de Carvalho nasceu em Lisboa em 1944. Licenciou-se em Direito e viu o serviço militar interrompido pela prisão. Desde muito cedo ligado aos meios da resistência contra o salazarismo, foi condenado a dois anos de cadeia, tendo de se exilar após cumprir a maior parte da pena. Depois da Revolução dos Cravos, em que se envolveu intensamente, exerceu advocacia em Lisboa. O seu primeiro livro, Contos da Sétima Esfera, causou surpresa pelo inesperado da abordagem ficcional e pela peculiar atmosfera, entre o maravilhoso e o fantástico.
Desde então, tem praticado diversos géneros literários – romance, novela, conto, ensaio e teatro –, percorrendo várias épocas e ambientes, sempre em edições sucessivas. Utiliza uma multiforme mudança de registos, que tanto pode moldar uma narrativa histórica como um romance de atualidade; um tema dolente e sombrio como uma sátira viva e certeira; uma escrita cadenciada e medida como a pulsão duma prosa endiabrada e surpreendente.
Nas diversas modalidades de Romance, Conto e Teatro, foram atribuídos a Mário de Carvalho os prémios literários portugueses mais prestigiados (designadamente os Grandes Prémios de Romance, Conto e Teatro da APE, o prémio do Pen Clube e o prémio internacional Pégaso). Os seus livros encontram-se traduzidos em várias línguas.
Obras como A Inaudita Guerra da Avenida Gago Coutinho, Um Deus Passeando pela Brisa da Tarde, O Varandim seguido de Ocaso em Carvangel, A Liberdade de Pátio ou Quem Disser o Contrário É Porque Tem Razão são a comprovação dessa extrema versatilidade.
Ver Mais

Este site utiliza cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência de navegação. Ao navegar estará a consentir a sua utilização. Saiba mais sobre a nossa política de privacidade. Tomei conhecimento e não desejo visualizar esta informação novamente.

OK