Purgatório

avaliação dos leitores (1 comentários)
(1 comentários)
ISBN: 978-972-0-04555-3
Edição/reimpressão: 06-2011
Editor: Porto Editora
Código: 04555
ver detalhes do produto
5,00€ I
-10%
EM
STOCK
COMPRAR
-10%
EM
STOCK
5,00€ I
COMPRAR
I 10% DE DESCONTO EM CARTÃO
I EM STOCK

SINOPSE

No Inverno de 1976, em plena ditadura, Simón Cardoso é detido pelos militares argentinos e nunca mais volta a aparecer. Trinta anos depois, porém, a sua mulher, Emilia Dupuy, fica paralisada ao ouvir a sua voz num restaurante dos arredores de New Jersey. O mundo, que se desmoronara com a tragédia, recupera então a luz. Será possível reaver o tempo perdido?

A partir deste inusitado reencontro, Tomás Eloy Martínez enlaça a ansiedade de um amor perdido e recuperado com a reconstrução magistral da irrealidade criada pelo exílio - um exílio que ele próprio conheceu.
Aliando uma linguagem sóbria e uma história tão estranha quanto intensamente real, Purgatório ficará porventura como a melhor obra de um autor já reconhecido como um clássico pela crítica internacional.
Ver Mais

COMENTÁRIOS DOS LEITORES

Purgatório
João Pedro Diniz | 2016-09-15
Excelente livro, dum autor que já conhecia d' "O Cantor de Tango" e que tal como nessa obra, também aqui consegue introduzir uma aura de fantasia e mistério, que deixa o leitor intrigado e desejoso de desvendar o que na verdade se passa. Escrito nos limites entre a realidade e a loucura, relata acontecimentos passados na era da ditadura militar na Argentina dos anos 70, revelados por alguém que sentiu as duas faces dessa ditadura.

DETALHES DO PRODUTO

Purgatório
ISBN: 978-972-0-04555-3
Edição/reimpressão: 06-2011
Editor: Porto Editora
Código: 04555
Idioma: Português
Dimensões: 149 x 234 x 25 mm
Encadernação: Capa mole
Páginas: 224
Tipo de Produto: Livro
Classificação Temática: Livros > Livros em Português > Literatura > Romance
Jornalista, professor e escritor, Tomás Eloy Martínez nasceu em Tucumán, Argentina, em 1934. Viveu vários anos no exílio e é autor de dois romances considerados clássicos da literatura argentina: La Novela de Perón (1985) e Santa Evita (1995), que foram traduzidos em mais de 30 línguas e publicados em mais de 60 países. Galardoado com inúmeros prémios, foi finalista de primeira edição do Man Booker International em 2005. Faleceu em Janeiro de 2010.
Ver Mais