Os Folgazões

Os Folgazões

Robert Louis Stevenson; Tradução: Aníbal Fernandes
ISBN: 978-972-37-1570-5
Edição/reimpressão: 01-2011
Editor: Assírio & Alvim
Código: 79053
Coleção: Gato maltês
ver detalhes do produto
7,70€ I
-10%
COMPRAR
-10%
7,70€ I
COMPRAR
I 10% DE DESCONTO EM CARTÃO
I Esgotado ou não disponível

SINOPSE

«A minha obra favorita, anunciou em Julho de 1881 ao seu amigo William E. Henley. É uma sonata fantástica sobre o mar e os naufrágios. […] É a primeira e verdadeira tentativa de eu escrever uma história; uma coisa estranha, senhor, bastante minha apesar de lá ter um pouco do Pirate de Walter Scott; e como poderia acontecer de outro modo? Para o romanesco de tais lugares, ele dispunha daquilo que é a sua verdadeira raiz.»
Ver Mais

CRÍTICAS DE IMPRENSA

«A estranha história de Os Folgazões—título que promete sorrisos mas esconde uma brownie dos infernos e dos Juízos Finais exacerbados pelas superstições religiosas que alimentaram a tradição do século XVIII escocês—é uma sonata fantástica sobre o mar e os naufrágios (aceitemos como justas as palavras do autor); não o mar contrariado pelos faróis da família Stevenson, impedido de se mostrar no melhor da sua força destruidora, mas o Mar—o Mar autêntico, indomável e supremo, coleccionador de mortos que ele só devolve desfigurados, devorados por monstros escondidos nos seus abismos. No mais surpreendente de Os Folgazões está o espectáculo destas águas em delírio, da sua crueldade para com os homens apanhados nas suas cóleras, o espectáculo que embriaga o tio Gordon, o que ele vê como representação da força divina em batalha com oMal—oMal dos mitos da superstição escocesa, dos bogles e dos spenters, seresmarinhos demoníacos que a sua alucinação reconhece numnáufrago inocentemas por fimembriagado, ele próprio, comeste desvario incontrolável e fugido a todos os esforços de umamão de homem, e apenas resposta à ira insaciável, ao enfeitiçamento soberano, dos Folgazões. Os Merry Men (os Folgazões), rebentamentos de ondas com altura que desafia a imaginação, talvez tenham chegado a esta novela com a memória de dois versos de uma canção escocesa: “O mundo das águas era a nossa casa / E folgazões nos sentíamos!”.»
Aníbal Fernandes, na Introdução

DETALHES DO PRODUTO

Os Folgazões
ISBN: 978-972-37-1570-5
Edição/reimpressão: 01-2011
Editor: Assírio & Alvim
Código: 79053
Coleção: Gato maltês
Idioma: Português
Dimensões: 116 x 185 x 8 mm
Encadernação: Capa mole
Páginas: 112
Tipo de Produto: Livro
Classificação Temática: Livros em Português > Livros > Literatura > Romance
Robert Louis Stevenson nasceu em Edimburgo a 13 de Novembro de 1850. Cursou Direito - sem que alguma vez tenha chegado a advogar - e, pouco depois, apaixona-se por Fanny Osbourne com quem, apesar das diversas atribulações por que passaram, se viria casar. Anos mais tarde contrai tuberculose e muda-se com a mulher e o enteado para a Suíça, onde vive durante um ano. Regressa à Escócia mas o clima só prejudica ainda mais a sua saúde, obrigando-o a mudar-se novamente, desta vez para o Sul de França. Os anos seguintes foram passados à procura de um clima que não agravasse a sua doença, até que finalmente, em 1892, se fixou com a família em Samoa. Foi aí que morreu no dia 3 de dezembro de 1894, vítima de uma hemorragia cerebral. Foi autor, entre outros, de O Estranho Caso do Dr. Jekyll e do Sr. Hyde, e de A Ilha do Tesouro, que o imortalizaram.
Ver Mais

Este site utiliza cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência de navegação. Ao navegar estará a consentir a sua utilização. Saiba mais sobre a nossa política de privacidade. Tomei conhecimento e não desejo visualizar esta informação novamente.

OK