Os Desastres de Sofia

Formatos disponíveis
12,90€ I
11,61€ I
-10%
EM
STOCK
COMPRAR
-10%
EM
STOCK
12,90€ I
11,61€ I
COMPRAR
I 10% DE DESCONTO IMEDIATO
I EM STOCK

SINOPSE

Sofia é uma menina irrequieta que encontra todos os dias uma nova aventura. O problema surge quando estas aventuras, que para ela não passam de brincadeiras inocentes, se tornam em autênticos desastres, que arrastam também o primo Paulo, seu companheiro inseparável. Dores de barriga, quedas e castigos não serão suficientes para a tornar bem-comportada. Será que uma temporada na ilha para onde Briant a convida a conseguirá transformar?

A coleção #Clássicos reúne as mais fantásticas obras da literatura juvenil e apresenta um momento em que os heróis e as heroínas falam dos livros uns dos outros! Numa linguagem deliciosa e com ilustrações surpreendentes, estas histórias são absolutamente irresistíveis!

Ver Mais

DETALHES DO PRODUTO

Os Desastres de Sofia
ISBN: 978-972-0-73031-2
Edição/reimpressão: 09-2021
Editor: Porto Editora
Código: 73031
Coleção: # Clássicos
Idioma: Português
Dimensões: 142 x 210 x 18 mm
Encadernação: Capa mole
Páginas: 240
Tipo de Produto: Livro
Classificação Temática: Livros > Livros em Português > Infantis e Juvenis > Literatura Juvenil
Condessa de Ségur é o nome por que ficou conhecida Sophie Feodorovna Rostopchine. Nasceu a 1 de agosto de 1799 em São Petersburgo, na Rússia imperial, no seio de uma família aristocrática. A sua infância foi passada em Voronovo, propriedade magnífica que pertencia à família. A sua educação foi rigorosa e incluía a aprendizagem de línguas estrangeiras, com primazia para o francês. Em 1817, a família foi obrigada a exilar-se em Paris, e foi então que Sophie conheceu Eugène de Ségur, com quem casou em 1819, tendo tido 8 filhos.
A Condessa de Ségur começou por inventar histórias para os netos e só escreveu o seu primeiro livro aos 58 anos. Viria a publicar cerca de 20, dos quais os mais conhecidos são Os Desastres de Sofia, As Meninas Exemplares, As Férias e Memórias de Um Burro. Estas obras tornaram-na mundialmente famosa e fazem parte do imaginário de várias gerações um pouco por todo o mundo.
Morreu em Paris no ano de 1874 e é considerada uma das mais importantes escritoras de língua francesa do século XIX. As obras da Condessa de Ségur continuam a ser lidas, publicadas e adaptadas a outras formas artísticas, como o teatro e o cinema.
Ver Mais