Os Aromas do Verão

Os Aromas do Verão

avaliação dos leitores (5 comentários)
(5 comentários)
ISBN: 978-972-0-04537-9
Edição/reimpressão: 07-2011
Editor: Porto Editora
Código: 04537
ver detalhes do produto
16,90€ I
-10%
PORTES
GRÁTIS
EM
STOCK
COMPRAR
-10%
PORTES
GRÁTIS
EM
STOCK
16,90€ I
COMPRAR
I 10% DE DESCONTO EM CARTÃO
I Em stock - Envio 24H
I PORTES GRÁTIS

SINOPSE

Esta é a história de Henry, Adele e Frank, e de um longo fim-de-semana que mudou as suas vidas. Henry é um rapaz de 13 anos, solitário, sem amigos, que passa a maior parte do tempo a ver televisão, a ler e a lidar com o despertar da sua sexualidade. As suas únicas companhias são a mãe, há muito divorciada, e Joe, um hamster; as suas únicas saídas são com o pai distante e a nova família deste, aos sábados à noite, para ir jantar. Apesar dos seus esforços, Henry sabe que não consegue fazer feliz a mãe, Adele, uma mulher emocionalmente frágil. Adele tem um segredo que a leva a refugiar-se em casa e que parece ter destruído a sua vida.

Mas toda esta situação muda quando entra nas suas vidas Frank, um homem misterioso que se encontra ferido e pede ajuda a Henry. No longo fim-de-semana que passam juntos, Henry vai aprender algumas das lições mais valiosas da vida: a dor intensa do ciúme, o poder da traição e a importância de colocar os outros, principalmente os que amamos, acima de nós próprios. Vai aprender sobretudo que vale a pena esperar pelo verdadeiro amor.

Joyce Maynard, através de uma escrita poderosa, fala-nos do amor, da paixão, da vivência dolorosa da adolescência e da traição, através dos olhos de um rapaz de 13 anos - e do homem em que ele depois se tornou.

Adaptado ao cinema com o título Um Segredo do Passado

Ver Mais

COMENTÁRIOS DOS LEITORES

Poderoso!
Cláudia Janeiro | 2020-05-29
A história nuclear deste livro é passada num fim-de-semana prolongado, ao longo de 6 dias, por alturas do Labor Day que ocorre nos EUA na primeira segunda-feira de Setembro e que assinala o regresso às aulas depois das férias de Verão. Aqui acompanhamos Henry, que é filho de Adele, uma mulher sensível e frágil, afectada psicologicamente por um divórcio e pela perda. Henry tem 13 anos e a história é-nos trazida na sua perspectiva. Com todas as confusões normais na cabeça de um adolescente, que está também a passar pela fase da transformação hormonal e do despertar da sua sexualidade. Henry é um adolescente triste, que tem uma relação difícil com a sua mãe. Adora a mãe, mas não é fácil para ele lidar com uma mãe emocionalmente tão frágil, uma pessoa deprimida, que nunca quer sair de casa, que faz hoarding de comida enlatada e congelada para evitar ir ao supermercado, que quando vai ao banco fica no carro e manda lá o miúdo, etc. Ao mesmo tempo, a mãe é uma pessoa algo desprendida nas conversas (ou mais monólogos) que vai tendo com o filho, especialmente durante o jantar e, portanto, o Henry até não sente que existem coisas tabú, ainda que, como é normal nos adolescentes, preferisse não ouvir falar sobre certos temas, porque se sente envergonhado. Henry também não gosta muito dos dias em que vai ao pai, passar tempo com ele e a sua nova família (uma irmã bebé e um rapaz da sua idade que é filho da madrasta). A relação é bastante forçada, vão sempre ao mesmo sítio jantar, Henry sente que a madrasta dispensava bem a sua presença e não se sente ligado às outras crianças. Um dia consegue convencer a mãe a ir às compras. E estão os dois na loja quando Henry é abordado por Frank, um homem que se encontra ferido e que o convence e à sua mãe a dar-lhe boleia e a acolhê-lo em sua casa. Rapidamente percebem que Frank é um criminoso que fugiu da prisão. E dar guarida a um criminoso foragido é crime. Mas Frank e Adele fazem faísca desde o primeiro momento e Adele renasce enquanto pessoa e mulher, sente-se amada, respeitada e protegida como nunca se sentiu. Adele é uma mulher muito bonita, com um passado na dança, ainda em forma e isso não passa despercebido a Frank. E Henry, por mais que não queira, sente-se pela primeira vez integrado numa família durante aqueles breves dias…com um estranho, ainda por cima criminoso… É uma história muito bem contada e que deixa o leitor numa constante tensão. Estamos sempre a pensar quando o Frank se vai passar e maltratar Henry e Adele, estamos sempre a pensar quando ele vai ser capturado e o que vai acontecer a Henry e Adele. E estamos sempre num contante dilema entre o nosso julgamento moral sobre um criminoso e ao mesmo tempo pensarmos que não sabemos se Frank foi justamente condenado e que o amor pode surgir quando menos se espera. Henry conta-nos a história quando já é um homem adulto e recorda o impacto que este fim-de-semana e Frank tiveram na sua vida e em Adele. E como aprendeu sobre ciúme, traição, sobre respeitar os outros e sobre abdicar de algo em função do outro. É uma escrita poderosa e tem um final interessante, que nos ensina sobre amor e espera. Dei-lhe 4 estrelas no Goodreads. Não foi o melhor livro que já li, mas é muito interessante.
Muito interessante
CM | 2019-04-09
Um livro bastante interessante e cativante, com uma escrita agradável. Uma história empolgante que agarra o leitor desde a primeira página.

DETALHES DO PRODUTO

Os Aromas do Verão
ISBN: 978-972-0-04537-9
Edição/reimpressão: 07-2011
Editor: Porto Editora
Código: 04537
Idioma: Português
Dimensões: 152 x 236 x 18 mm
Encadernação: Capa mole
Páginas: 224
Tipo de Produto: Livro
Classificação Temática: Livros > Livros em Português > Literatura > Romance

Este site utiliza cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência de navegação. Ao navegar estará a consentir a sua utilização. Saiba mais sobre a nossa política de privacidade. Tomei conhecimento e não desejo visualizar esta informação novamente.

OK