Os Apontamentos

Os Apontamentos

avaliação dos leitores (1 comentários)
(1 comentários)
Formatos disponiveis
17,70€
-10%
24H
PORTES
GRÁTIS
EM
STOCK
COMPRAR
-10%
24H
PORTES
GRÁTIS
EM
STOCK
17,70€
COMPRAR
I10% DE DESCONTO EM CARTÃO
IEm stock - Envio imediato
IPORTES GRÁTIS

SINOPSE

Editoriais do Diário de Notícias e crónicas publicadas no Diário de Lisboa, onde Saramago sublinha: «No meio de tantas palavras, não encontro senão duas que gostosamente apagaria se não fosse o escrúpulo de proteger o meu próprio respeito. É quando, uma e outra vez, falo de "jornalistas revolucionários". Como se não bastasse a ingenuidade de os imaginar assim, ainda fui cair na presunção de me incluir no grupo. Ilusão minha, ilusão nossa.»
Em Apontamentos, podemos seguir o olhar de Saramago, nomeadamente, sobre «os emigrantes, hoje e sempre»; «os franceses de torna-viagem»; «as regras da convivência»; «o eufemismo como política», ou «a resistência renegada». Ganhou a língua e toda a literatura portuguesa. Uma forma de conhecer com alguma profundidade o lado militante de José Saramago, que aqui surge de forma bastante evidente, ao contrário das suas obras de ficção, onde as convicções políticas, embora lá, aparecem de forma bastante mais diluída. Para descobrir a fase em que José Saramago alertava para os perigos do fascismo e para as virtudes do socialismo.
Diário de Notícias, 9 de outubro de 1998.

Caligrafia da capa por MARIA DO CÉU GUERRA
Ver Mais

COMENTÁRIOS DOS LEITORES

Saramago Cronista
Valdenir Pessoa.'. |09.05.2015
Livro excepcional! Um dos melhores desse gênero já lançado de José Saramago. Mostra um Saramago consciente de sua missão como escritor, sóbrio e totalmente convincente em suas ideias. Super recomendado!

DETALHES DO PRODUTO

Os Apontamentos
Edição/reimpressão:11-2014
Editor:Porto Editora
Dimensões:142 x 210 x 30 mm
Encardenação:Capa mole
Páginas:440
Tipo de Produto:Livro
Classificação Temática: Livros em Português > Literatura > Crónicas
Autor de mais de 40 títulos, José Saramago nasceu em 1922, na aldeia de Azinhaga. Até 2010, ano da sua morte, a 18 de junho, em Lanzarote, José Saramago construiu uma obra incontornável na literatura portuguesa e universal, com títulos que vão de Memorial do Convento a Caim, passando por O Ano da Morte de Ricardo Reis, O Evangelho segundo Jesus Cristo, Ensaio sobre a Cegueira, Todos os Nomes ou A Viagem do Elefante, obras traduzidas em todo o mundo. José Saramago recebeu o Prémio Camões em 1995 e o Prémio Nobel da Literatura em 1998.

Discurso do Prémio Nobel José Saramago (PDF)
Ver Mais

QUEM COMPROU TAMBÉM COMPROU

Este site utiliza cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência de navegação. Ao navegar estará a consentir a sua utilização. Saiba mais sobre a nossa política de privacidade. Tomei conhecimento e não desejo visualizar esta informação novamente.

OK