O Século das Nuvens

O Século das Nuvens

avaliação dos leitores (1 comentários)
(1 comentários)
ISBN: 978-972-37-1192-9
Edição/reimpressão: 09-2007
Editor: Assírio & Alvim
Código: 78737
ver detalhes do produto
12,00€ I
-10%
EM
STOCK
COMPRAR
-10%
EM
STOCK
12,00€ I
COMPRAR
I 10% DE DESCONTO EM CARTÃO
I EM STOCK

SINOPSE

Guillaume Albert Alexander Apollinaire Kostrowitsky nasceu em Roma, a 26 de Agosto de 1880.

Aos vinte anos ei-lo em Paris, interessado pela actualidade literária e política e revelando então simpatias anarquistas. Procura o primeiro emprego como secretário. Escreve, entretanto, novelas eróticas para sobreviver. Os anos que se seguem levam-no à Áustria, Alemanha e Inglaterra. Uma extensa galeria de mulheres com nomes como Linda, Annie (o seu amor não correspondido está na base da «Canção do Mal-Amado»), Marie, Louise, Madeleine, Jacqueline e prostitutas anónimas atravessam a sua vida e a sua obra. Entre os seus amigos em Paris nessa altura contam-se Picasso, Henri Rousseau, Henri Delaunay, André Salmon e Alfred Jarry. Poemas seus começam a ser publicados em várias revistas (Apollinaire colaborou também numa revista portuguesa - O Portugal Futurista).

É o responsável pela reabilitação da obra do Marquês de Sade. Em 1911, acusado de cumplicidade no roubo da Gioconda, vai parar à prisão da Santé. No ano seguinte sai a sua primeira recolha poética - Alcools. Com o advento da Primeira Grande Guerra faz uma petição para ser incorporado no exército francês. É admitido pela Artilharia e passa depois à Infantaria. Acaba por ser ferido na cabeça pela explosão dum obus. Em 1918, publica «A Linda Ruiva», uma espécie de testamento poético, inspirado em Jacqueline Kolby, modelo de Picasso, com quem viria a casar-se. A 9 de Novembro (o mesmo dia da abdicação do Kaiser), sucumbe à gripe que assola Paris. É sepultado no cemitério do Pére Lachaise. Tinha 38 anos de idade.

Ver Mais

COMENTÁRIOS DOS LEITORES

Das Nuvens e do Belo
José Vieira | 2021-10-07
Apollinaire é um poeta que vive como poeta. Boémio, culto e viajado, começou por fazer a apologia da guerra e daquilo que foi o movimento futurista, porém, conhecendo de perto e experiência o horror da morte e dos campos de batalha, Apollinaire apercebe-se que não há assim tanto esplendor nas máquinas e na técnica como debulhadoras de seres humanos. Este pequeno livro é o relato de um tempo e de um homem que acreditaram na ciência e na civilização até ao seu esgotamento. As nuvens mais não são que uma metáfora de conquistar o céu, ou o mundo. De uma beleza desencantada. Uma bela leitura!

DETALHES DO PRODUTO

O Século das Nuvens
ISBN: 978-972-37-1192-9
Edição/reimpressão: 09-2007
Editor: Assírio & Alvim
Código: 78737
Idioma: Português
Dimensões: 145 x 205 x 8 mm
Encadernação: Capa mole
Páginas: 112
Tipo de Produto: Livro
Classificação Temática: Livros > Livros em Português > Literatura > Poesia

Conheça as nossas novidades

Seja o primeiro a conhecer os livros que acabaram de chegar, notícias sobre autores, conteúdo exclusivo e muito mais!

Conheça as nossas novidades

Seja o primeiro a conhecer os livros que acabaram de chegar, notícias sobre autores, conteúdo exclusivo e muito mais!