O Homem que gostava de cães

O Homem que gostava de cães

avaliação dos leitores (6 comentários)
(6 comentários)
ISBN:978-972-0-04550-8
Edição/reimpressão:09-2017
Editor:Porto Editora, S.A.
Código:04550
ver detalhes do produto
18,80€
-10%
PORTES
GRÁTIS
EM
STOCK
COMPRAR
-10%
PORTES
GRÁTIS
EM
STOCK
18,80€
COMPRAR
I10% DE DESCONTO EM CARTÃO
IEnvio em 3 dias
IPORTES GRÁTIS

SINOPSE

Em 2004, com a morte da mulher, Iván, um aspirante a escritor, relembra um episódio que lhe aconteceu em 1977, quando conheceu um homem enigmático que passeava pela praia acompanhado de dois galgos russos.

Após vários encontros, «o homem que gostava de cães» começou a confidenciar-lhe relatos singulares sobre o assassino de Trótski, Ramón Mercader, de quem conhecia pormenores muito íntimos. Graças a essas confidências, Iván irá reconstituir a trajetória de Liev Davídovitch Bronstein, mais conhecido por Trótski, e de Ramón Mercader, e de como se tornaram em vítima e verdugo de um dos crimes mais reveladores do século XX.

Através de uma escrita poderosa sobre duas testemunhas ambíguas e convincentes, Leonardo Padura traça um retrato histórico das consequências da mentira ideológica e do seu poder destrutivo sobre a utopia mais importante do século XX.
Ver Mais

COMENTÁRIOS DOS LEITORES

Livro excelente
CC |2018-02-15
Um livro que se lê com prazer. Estória cativante e que prende o leitor.
Bom livro!!
Eduardo Santos |2018-01-21
Uma leitura muito interessant ee captativa, bem ao estilo de Loenardo Padura... Recomendo 5*

DETALHES DO PRODUTO

O Homem que gostava de cães
ISBN:978-972-0-04550-8
Edição/reimpressão:09-2017
Editor:Porto Editora, S.A.
Código:04550
Idioma:Português
Dimensões:152 x 235 x 38 mm
Encadernação:Capa mole
Páginas:624
Tipo de Produto:Livro
Classificação Temática: Livros em Português > Literatura > Romance
Leonardo Padura nasceu em Havana, em 1955. Licenciado em Filologia, trabalhou como guionista, jornalista e crítico, tornando-se sobretudo conhecido pela série de romances policiais protagonizados pelo detetive Mario Conde, traduzidos para inúmeras línguas e vencedores de prestigiosos prémios literários, como o Prémio Café Gijón 1995, o Prémio Hammett em 1997, 1998 e 2005, o Prémio do Livro Insular 2000, em França, ou o Brigada 21 para o melhor romance do ano, além de vários prémios da crítica em Cuba e do Prémio Nacional de Romance em 1993. Em 2012 recebeu, também em Cuba, o Prémio Nacional de Literatura pelo conjunto da sua obra.
Ver Mais

Este site utiliza cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência de navegação. Ao navegar estará a consentir a sua utilização. Saiba mais sobre a nossa política de privacidade. Tomei conhecimento e não desejo visualizar esta informação novamente.

OK