O homem que engoliu a Lua

Mário de Carvalho; Ilustrador: Pierre Pratt
avaliação dos leitores (1 comentários)
(1 comentários)
ISBN: 978-972-0-70949-3
Edição/reimpressão: 01-2019
Editor: Porto Editora
Código: 70949
ver detalhes do produto
10,90€ I
-10%
EM
STOCK
COMPRAR
-10%
EM
STOCK
10,90€ I
COMPRAR
I 10% DE DESCONTO EM CARTÃO
I EM STOCK

SINOPSE

Plano Nacional de Leitura
Livro recomendado para o 3.º Ciclo, destinado a leitura autónoma.

No Beco das Sardinheiras tudo pode acontecer. O que está em cima é igual ao que está em baixo, o que é estreito pode ser largo, o que é pequeno é grande também. É uma permanente alegria - olhem os desenhos de Pierre Pratt - de uma rua em festa que entende que nunca, mas nunca, se deve confundir género humano com Manuel Germano.
Ver Mais

COMENTÁRIOS DOS LEITORES

muito bom
ze carlos | 2016-11-10
adorei o facto do homem ser obeso e o sentido metaforico disso aaaammmmei o livro....

DETALHES DO PRODUTO

O homem que engoliu a Lua
ISBN: 978-972-0-70949-3
Edição/reimpressão: 01-2019
Editor: Porto Editora
Código: 70949
Idioma: Português
Dimensões: 226 x 226 x 8 mm
Encadernação: Capa dura
Páginas: 32
Tipo de Produto: Livro
Classificação Temática: Livros > Livros em Português > Infantis e Juvenis > Livros de Referência > Infantil (6 a 10 anos)
Mário de Carvalho nasceu em Lisboa em 1944. Licenciou-se em Direito e viu o serviço militar interrompido pela prisão. Desde muito cedo ligado aos meios da resistência contra o salazarismo, foi condenado a dois anos de cadeia, tendo de se exilar após cumprir a maior parte da pena. Depois da Revolução dos Cravos, em que se envolveu intensamente, exerceu advocacia em Lisboa. O seu primeiro livro, Contos da Sétima Esfera, causou surpresa pelo inesperado da abordagem ficcional e pela peculiar atmosfera, entre o maravilhoso e o fantástico.

Desde então, tem praticado diversos géneros literários – Romance, Novela, Conto, Ensaio, Crónica e Teatro –, percorrendo várias épocas e ambientes, sempre em edições sucessivas. Utiliza uma multiforme mudança de registos, que tanto pode moldar uma narrativa histórica como um romance de atualidade; um tema dolente e sombrio como uma sátira viva e certeira; uma escrita cadenciada e medida como a pulsão de uma prosa endiabrada e surpreendente.

Nas diversas modalidades de Romance, Conto, Crónica e Teatro, foram atribuídos a Mário de Carvalho os prémios literários mais prestigiados (designadamente os Grandes Prémios de Romance e Novela, Conto e Teatro da APE, o prémio do Pen Clube Português e o prémio internacional Pégaso de Literatura). Em 2020, foi distinguido com o Grande Prémio da Crónica e Dispersos Literários, da APE, pela obra O que Eu Ouvi na Barrica das Maçãs. Os seus livros encontram-se traduzidos em várias línguas.

Obras como Os Alferes, A Inaudita Guerra da Avenida Gago Coutinho, Um Deus Passeando pela Brisa da Tarde, O Varandim seguido de Ocaso em Carvangel, A Liberdade de Pátio ou Epítome de Pecados e Tentações são a comprovação dessa extrema versatilidade.
Ver Mais

QUEM COMPROU TAMBÉM COMPROU

Conheça as nossas novidades

Seja o primeiro a conhecer os livros que acabaram de chegar, notícias sobre autores, conteúdo exclusivo e muito mais!

Conheça as nossas novidades

Seja o primeiro a conhecer os livros que acabaram de chegar, notícias sobre autores, conteúdo exclusivo e muito mais!