O Ânus Solar
O Ânus Solar

O Ânus Solar

(E Outros Textos do Sol)

avaliação dos leitores (1 comentários)
(1 comentários)
ISBN: 978-972-37-1195-0
Edição/reimpressão: 05-2007
Editor: Assírio & Alvim
Código: 78706
ver detalhes do produto
13,30€ I
-10%
COMPRAR
-10%
13,30€ I
COMPRAR
I 10% DE DESCONTO EM CARTÃO
I ESGOTADO OU NÃO DISPONÍVEL

SINOPSE

Os grandes símios e os homens nunca chegaram colectivamente a uma ambição tão desmedida como a de Prometeu e de Ícaro. Não poderem enfrentar o Sol com a sua visão baixa apenas os levou a tentativas fracassadas de um terceiro olho especializado na afoiteza suprema da contemplação solar. Nos símios de maior estatura a cauda desapareceu para mostrar um ânus colorido e de uma evidência gritante, paródia do olho solar que enfrenta o astro e lhe faz a homenagem dos seus excrementos expelindo-os como vulcões, ânus da Terra que atiram ao Sol as suas fezes. O homem, esse, teria iniciado uma estratégia mais exigente: no alto do crânio começou por formar uma glândula chamada pineal, projecto abortado de um verdadeiro olho com direito a fixar directamente o Sol.»
Ver Mais

COMENTÁRIOS DOS LEITORES

sem comentário
joao paulo santareno | 2012-12-17
100 comentário ou genial? atrevo-me, mentalmente sim, tecer comentários ou adjectivar a obra de talvez o maior pensador de que tenho memória??? um humilde: merci, de um grande admirador do grande mestre Georges Bataille. encore: merci. att. jpsan (4 those about 2 G.B., i salute you)

DETALHES DO PRODUTO

O Ânus Solar
de Georges Bataille
ISBN: 978-972-37-1195-0
Edição/reimpressão: 05-2007
Editor: Assírio & Alvim
Código: 78706
Idioma: Português
Dimensões: 144 x 205 x 10 mm
Encadernação: Capa mole
Páginas: 128
Tipo de Produto: Livro
Classificação Temática: Livros > Livros em Português > Literatura > Ensaios

sobre Georges Bataille

Georges Bataille 1897-1962) foi um escritor, filósofo, ensaísta e crítico francês. Entre os episódios mais marcantes da sua vida, encontra-se a mobilização para a Primeira Guerra Mundial, a adesão ao catolicismo e subsequente perda de fé, a experiência da psicanálise e o contacto com o movimento surrealista, de que posteriormente se veio a desvincular, o envolvimento com o círculo comunista democrático ou a luta contra o fascismo. A sua obra foi escrita sob o signo do excesso, do sagrado, da transgressão e do erotismo.
Ver Mais

Conheça as nossas novidades

Seja o primeiro a conhecer os livros que acabaram de chegar, notícias sobre autores, conteúdo exclusivo e muito mais!

Conheça as nossas novidades

Seja o primeiro a conhecer os livros que acabaram de chegar, notícias sobre autores, conteúdo exclusivo e muito mais!