Música para Camaleões

Música para Camaleões

Truman Capote
ISBN:978-972-38-2904-4
Edição/reimpressão:01-2015
Editor:Livros do Brasil
Código:77061
Coleção:Dois Mundos
ver detalhes do produto
15,50€
13,95€
-20%
PORTES
GRÁTIS
EM
STOCK
COMPRAR
-20%
PORTES
GRÁTIS
EM
STOCK
15,50€
13,95€
COMPRAR
I10% DE DESCONTO IMEDIATO + 10% EM CARTÃO
IEm stock - Envio imediato
IPORTES GRÁTIS

SINOPSE

Um psicopata seguidor de Charles Manson em conversa entre cigarros na sua cela da prisão de San Quentin. Uma empregada de limpezas em visita pelas casas dos seus diversos clientes. Marilyn Monroe num funeral a partilhar mexericos sexuais. Uma elegante aristocrata crioula a tocar piano para camaleões num salão da Martinica. E, lado a lado com todos eles, Truman Capote com um olhar de lucidez implacável sobre a poesia e a violência da vida, num relato onde histórias e personagens reais se revelam com o brio estilístico da melhor ficção. Música para Camaleões reúne catorze contos que são, ao mesmo tempo, grande literatura e grande jornalismo, na linha do projeto de narrativa não-ficcional que o autor iniciara brilhantemente com A Sangue Frio. Publicada em 1980, esta foi a última grande obra lançada por Capote.

Os grandes nomes da literatura universal estão de volta na página especial da coleção Dois Mundos.
Ver Mais

DETALHES DO PRODUTO

Música para Camaleões
de Truman Capote
ISBN:978-972-38-2904-4
Edição/reimpressão:01-2015
Editor:Livros do Brasil
Código:77061
Coleção:Dois Mundos
Idioma:Português
Dimensões:153 x 235 x 22 mm
Encadernação:Capa mole
Páginas:272
Tipo de Produto:Livro
Classificação Temática: Livros em Português > Literatura > Romance

sobre Truman Capote

Truman Capote
Truman Capote nasceu em Nova Orleães a 30 de setembro de 1924. Em 1948 lançou o seu romance de estreia, Outras Vozes, Outros Lugares, e alcançou um imediato êxito literário internacional, afirmando-se desde logo como um dos mais originais autores americanos do pós-guerra. Entre as suas principais obras destacam-se A Harpa de Ervas (1951), seu segundo romance que viria a dar origem à sua primeira peça para teatro, Boneca de Luxo (1958), adaptada para cinema por Blake Edwards e protagonizada por Audrey Hepburn, e A Sangue Frio (1966), obra-prima pioneira na arte da reportagem narrativa. Membro do Instituto Nacional das Artes e Letras, recebeu três vezes o Prémio O. Henry Memorial, para melhores contos. Morreu em Los Angeles a 25 de agosto de 1984.
Ver Mais

Este site utiliza cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência de navegação. Ao navegar estará a consentir a sua utilização. Saiba mais sobre a nossa política de privacidade. Tomei conhecimento e não desejo visualizar esta informação novamente.

OK