Mea Culpa

Mea Culpa

avaliação dos leitores (2 comentários)
(2 comentários)
Formatos disponíveis
16,60€I
-10%
PORTES
GRÁTIS
EM
STOCK
COMPRAR
-10%
PORTES
GRÁTIS
EM
STOCK
16,60€I
COMPRAR
I10% DE DESCONTO EM CARTÃO
IEm stock - Envio 24H
IPORTES GRÁTIS

SINOPSE

Amadeu Jesus é um homem a quem Deus roubou a fé, um corvo definhado que perdeu o norte do ninho.

Briosa tem olhos grandes de silêncio e fome de mundo, e um irmão-menino que não sabe falar.

Cândida Jesus pariu um assassino e por isso se fez puta.

Em dia de Nossa Senhora de Fátima, um inocente sai do inferno onde passou dez anos e uma menina de corpo feito pestaneja mais do que os olhos ao desejo.

Do lado errado da aldeia dividida a meio pelo fio de água da nascente, um novo amor nasce como as papoilas do cemitério. E os dois, sem mais mundo, planeiam atravessar os vales e as montanhas com os pássaros, para saber como é a liberdade por lá.

Ao seu lado vai o cão.
Ver Mais

CRÍTICAS DE IMPRENSA

Carla Pais é a escritora revelação de 2017
Delas.pt
«Com a rentrée chega uma voz nova à literatura portuguesa: Carla Pais, com o romance Mea Culpa»
José Riço Direitinho, Público
Perfeito para encarar de frente a crueza de paragens e gentes capazes de nos assombrar»
Time Out Lisboa (4 ****)

COMENTÁRIOS DOS LEITORES

Nova voz da literatura Portuguesa
António Esteves |2019-08-21
Livro escrito com muita mestria. Uma nova voz da literatura Portuguesa a acompanhar. Excelente.
Mea Culpa
Rui Pinto |2018-09-02
Depois da leitura deste livro, apenas me ocorre uma palavra para expressar a qualidade do seu conteúdo: brilhante. Um romance que conta uma realidade humana, numa prosa belíssima, que mais parece poesia. Muito bom. Parabéns à autora do texto extensíveis aos autores ou autoras da capa.

DETALHES DO PRODUTO

Mea Culpa
ISBN:978-972-0-03009-2
Edição/reimpressão:10-2017
Editor:Porto Editora
Código:03009
Idioma:Português
Dimensões:152 x 235 x 17 mm
Encadernação:Capa mole
Páginas:208
Tipo de Produto:Livro
Classificação Temática: Livros em Português > Literatura > Romance
Carla Pais nasceu em Leiria, em 1979. Abandonou a escola aos dezassete anos para ser mãe, terminando mais tarde o décimo segundo ano à noite. Em 2012 partiu para França, onde fez limpezas, embalou salmão e tomou conta de crianças, trabalhando agora num centro de formação à distância. Foi distinguida com o «Prémio Literário Horácio Bento Gouveia» em 2015, com o conto A Alma do Diabo. Em 2016 o seu conto O Buzio do meu Pai foi selecionado para a antologia A infância, promovida pelo Centro Mário Cláudio. Em 2017 foi-lhe atribuído o «Prémio de Poesia Francisco Rodrigues Lobo», pela obra A Instrumentação do Fogo.
Ver Mais

Este site utiliza cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência de navegação. Ao navegar estará a consentir a sua utilização. Saiba mais sobre a nossa política de privacidade. Tomei conhecimento e não desejo visualizar esta informação novamente.

OK