Luz antiga

Luz antiga

avaliação dos leitores (1 comentários)
(1 comentários)
Formatos disponiveis
17,90€
16,11€
-20%
PORTES
GRÁTIS
EM
STOCK
COMPRAR
-20%
PORTES
GRÁTIS
EM
STOCK
17,90€
16,11€
COMPRAR
I10% DE DESCONTO IMEDIATO + 10% EM CARTÃO
IEm stock - Envio imediato
IPORTES GRÁTIS

SINOPSE

Existe alguma diferença entre a memória e a invenção? É essa a pergunta que alimenta Luz Antiga, um romance fascinante, escrito com a profundidade, o lirismo e o humor que caracterizam a obra de John Banville.
É também a pergunta que persegue Alexander Cleave, um ator no crepúsculo da vida e da carreira, que recorda com pesar o seu primeiro - e talvez único - amor, assim como a morte da filha às mãos de uma depressão amorosa que Cleave não consegue aceitar ou entender.

Billy Gray era o meu melhor amigo e eu apaixonei-me pela mãe dele. «Apaixonei-me» é capaz de ser uma palavra demasiado forte, mas não conheço nenhuma mais fraca que sirva. Tudo isto aconteceu há meio século. Eu tinha quinze anos e Mrs. Gray trinta e cinco.

Luz Antiga é uma meditação sobre o amor e a perda, sobre o imediatismo inescrutável do passado nas nossas vidas presentes, sobre a forma como a imaginação inventa memórias e as memórias inventam o homem.
Ver Mais

CRÍTICAS DE IMPRENSA

«[…] a linguagem, neste romance, volta a ser de uma exuberância, plasticidade e requinte nabokovianos. Numa das muitas e pormenorizadas descrições de Mrs. Gray, diz o narrador: «Parece que estou a vê-la à mesa da cozinha, depois de ter arrumado a chávena, mas com a mão ainda levemente pousada nela, como que para reter a exata sensação, a sua exata textura, enquanto, com os dedos da outra mão, fazia girar o rebelde cacho de cabelo atrás da orelha.» A prosa de Banville funciona da mesma maneira: toca nas coisas ao de leve, retém sensações e texturas, capta atmosferas que já se desfizeram, ou que talvez nunca tenham existido, mas que depois de as lermos adquirem uma aura que não somos capazes de esquecer.»
José Mário Silva, Expresso

COMENTÁRIOS DOS LEITORES

Deslumbrante
NAlmeida |23.06.2016
Ler "Luz Antiga", de John Banville, é mergulhar numa prosa densa, poética. É viver, pela memória (ou será apenas invenção?), o regresso à adolescência do narrador, com a força das paixões da idade. É também ser submerso pelo peso do passar da idade, pelo inexorável peso do tempo e seus efeitos nos sonhos e na vida. Um romance deslumbrante.

DETALHES DO PRODUTO

Luz antiga
ISBN:978-972-0-04593-5
Edição/reimpressão:05-2013
Editor:Porto Editora, S.A.
Código:04593
Idioma:Português
Dimensões:151 x 234 x 22 mm
Encadernação:Capa mole
Páginas:264
Tipo de Produto:Livro
Classificação Temática: Livros em Português > Literatura > Romance
John Banville nasceu em Wexford, na Irlanda, em 1945. Na sua já vasta e premiada obra destacam-se Doutor Copérnico (James Tait Black Memorial Prize 1976), Kepler (The Guardian Fiction Prize 1981), Fantasmas, O Intocável, O Livro da Confissão (finalista do Booker Prize 1989) e O Mar (vencedor do Man Booker Prize). Em 2014, foi distinguido com o Prémio Príncipe das Astúrias das Letras.
Ver Mais

DO MESMO AUTOR

Este site utiliza cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência de navegação. Ao navegar estará a consentir a sua utilização. Saiba mais sobre a nossa política de privacidade. Tomei conhecimento e não desejo visualizar esta informação novamente.

OK