Instruções para Salvar o Mundo

Instruções para Salvar o Mundo

avaliação dos leitores (5 comentários)
(5 comentários)
Às vezes a vida aperta tanto que não nos deixa respirar
ISBN:978-972-0-04185-2
Edição/reimpressão:10-2008
Editor:Porto Editora
Código:04185
ver detalhes do produto
5,00€
4,00€
-25%
PORTES
GRÁTIS
EM
STOCK
COMPRAR
-25%
PORTES
GRÁTIS
EM
STOCK
5,00€
4,00€
COMPRAR
I20% DE DESCONTO IMEDIATO + 5% EM CARTÃO
IEm stock - Envio imediato
IPORTES GRÁTIS

SINOPSE

Num cenário de subúrbio, onde a noite reclama o seu território e os fantasmas reivindicam o seu espaço, um taxista viúvo que não consegue superar a perda da mulher, um médico desiludido, uma cientista anciã e uma belíssima prostituta africana sedenta de vida cruzam os seus caminhos, para nos obsequiarem com uma visita guiada ao mundo vertiginoso e convulso que cada um encerra dentro de si.

Mas esta não é uma história de horrores, é antes uma fábula de sobreviventes, de quatro personagens que reúnem todos os elementos necessários para serem considerados uns desgraçados, que se movem nos mundos limítrofes à máfia, ao tráfico de mulheres brancas, e a universos virtuais como Second Life, mas que conseguem encontrar um apoio que lhes permite a remição e a saída das trevas que os mantinham prisioneiros.

Uma intensa e hipnótica história de esperança que deambula entre o humor e a emoção e nos mergulha na sociedade caótica dos nossos dias. Uma história que pode ser a de qualquer um de nós.
Ver Mais

CRÍTICAS DE IMPRENSA

"Instruções para Salvar o Mundo" (...) corresponde a uma maturidade narrativa, cuja leitura se degusta como se saboreia um bom vinho. São histórias de destinos cruzados, em ritmo de tragicomédia, cujas personagens se movimentam em ambientes de catástrofe iminente. Tudo bem temperado com humor e ironia.
Expresso (Actual)
"Instruções para Salvar o Mundo" foi escrito para provar que é possível sair do remoinho da fatalidade mesmo na noite mais escura. É um livro rude na aparência mas de uma fina ironia onde o sarcasmo é substituído pela eficácia da ternura.
Revista Time Out
Rosa Montero é uma escritora que joga com os segredos de cada um de uma forma única: ora desvenda-os ora esconde-os novamente, numa forma brilhante de criar uma tensão positiva entre o leitor e a obra.
Jornal de Negócios (Weekend)

COMENTÁRIOS DOS LEITORES

Salvar o mundo, por vezes, é focarmo-nos no Eu.
Ana Carvalho |2017-10-11
Foi a minha estreia com a autora, que imenso prazer me deu ouvir no Festival Internacional de Cultura. Com este livro ela traz-nos um bocado do que já mostrou por lá: viver ou sobreviver ao mundo por vezes só acontece se nós deixarmos debruçar pela essência das relações humanas e pelos caminhos entrecruzados que elas nos fornecem. Entre sensibilidade e humor "Instruções Para Salvar o Mundo" não promete resolver os nossos problemas globais, mas cativa-nos numa narrativa para o que é o mundo de cada um e para o devemos fazer para que esse continue a girar.
Não desesperes!
Cristina C. Franz |2017-10-07
O livro procura encorajar os desiludidos da vida : "Lembra-te que há sempre quem esteja pior do que tu, e que tudo pode mudar de um momento para o outro". Mas, no fundo, tem uma conotação negativa... Não aconselhável a quem procura na leitura uma distracção.

DETALHES DO PRODUTO

Instruções para Salvar o Mundo
ISBN:978-972-0-04185-2
Edição/reimpressão:10-2008
Editor:Porto Editora
Código:04185
Idioma:Português
Dimensões:151 x 234 x 25 mm
Encadernação:Capa mole
Páginas:288
Tipo de Produto:Livro
Classificação Temática: Livros em Português > Literatura > Romance

Rosa Montero nasceu em Madrid em 1951. Como jornalista, colabora em exclusivo com o jornal El País, tendo obtido, em 1980, o Prémio Nacional de Jornalismo e, em 2005, o Prémio da Associação da Imprensa de Madrid, por toda a sua vida profissional. Com A Louca da Casa recebeu o Prémio Grinzane Cavour de literatura estrangeira e o Prémio Qué Leer para o melhor livro espanhol, distinção que também foi atribuída, em 2006, a História do Rei Transparente. A Ridícula Ideia de Não Voltar a Ver-te viria a ganhar o Prémio da Crítica de Madrid 2014.

Recebeu, já em 2017, e pelo conjunto da sua obra, o Prémio Nacional das Letras Espanholas, galardão que o júri fundamentou com a «sua longa trajetória no romance, jornalismo e ensaio».

Para saber mais, visite o site da autora: www.rosamontero.es.

Ver Mais

Este site utiliza cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência de navegação. Ao navegar estará a consentir a sua utilização. Saiba mais sobre a nossa política de privacidade. Tomei conhecimento e não desejo visualizar esta informação novamente.

OK