Homem de Palavra(s)

avaliação dos leitores (1 comentários)
(1 comentários)
ISBN: 978-972-37-1613-9
Edição/reimpressão: 11-2011
Editor: Assírio & Alvim
Código: 79249
ver detalhes do produto
13,30€ I
-10%
EM
STOCK
COMPRAR
-10%
EM
STOCK
13,30€ I
COMPRAR
I 10% DE DESCONTO EM CARTÃO
I EM STOCK

SINOPSE

Plano Nacional de Leitura
Livro recomendado para o Ensino Secundário como sugestão de leitura.

«[…] O que procuro evitar a todo o custo é repetir um livro, se possível um simples poema ou processos por mim já levados porventura até à exaustão. Cada livro meu, quer-me a mim parecer, é um livro diferente do anterior. Em Homem de Palavra[s], parece-me ter escrito poemas, introduzido processos, buscado formas que nunca escrevera, introduzira ou buscara até então. […]»
«[…] A influência do cinema é notória neste livro, mais que em qualquer outro meu. […]»
Ruy Belo


Excerto

CÓLOFON OU EPITÁFIO

«Trinta dias tem o mês
e muitas horas o dia
todo o tempo se lhe ia
em polir o seu poema
a melhor coisa que fez
ele próprio coisa feita
ruy belo portugalês
Não seria mau rapaz
quem tão ao comprido jaz
ruy belo, era uma vez»

Ver Mais

CRÍTICAS DE IMPRENSA

CÓLOFON OU EPITÁFIO

«Trinta dias tem o mês
e muitas horas o dia
todo o tempo se lhe ia
em polir o seu poema
a melhor coisa que fez
ele próprio coisa feita
ruy belo portugalês
Não seria mau rapaz
quem tão ao comprido jaz
ruy belo, era uma vez»
Ruy Belo

COMENTÁRIOS DOS LEITORES

Os ilhéus
Marco Tavares | 2019-12-22
Poesia com sabor a mar! Só os ilhéus compreendem as gramáticas do mar, da fé que o olha e o sentimento de abertura a um eu mais vasto. Poesia pura e crua de um homem de fé.

DETALHES DO PRODUTO

Homem de Palavra(s)
ISBN: 978-972-37-1613-9
Edição/reimpressão: 11-2011
Editor: Assírio & Alvim
Código: 79249
Idioma: Português
Dimensões: 145 x 205 x 12 mm
Encadernação: Capa mole
Páginas: 152
Tipo de Produto: Livro
Classificação Temática: Livros > Livros em Português > Literatura > Poesia

sobre Ruy Belo

Ruy Belo nasceu em Rio Maior a 27 de fevereiro de 1933. Licenciou-se em Filologia Românica e Direito pela Universidade de Lisboa, mais tarde doutorando-se em Direito Canónico pela Universidade de S. Tomás de Aquino, em Roma. Lecionou no ensino secundário e foi leitor de português na Universidade de Madrid. Abarcando a crítica irónica da realidade social e a denúncia das diversas problemáticas que equacionam o ser humano, desde a sua vivência espiritual e religiosa até ao envolvimento concreto e existencial, a sua poesia é um dos maiores marcos na literatura portuguesa. Destacam-se os livros Aquele Grande Rio Eufrates (1961), País Possível (1973) ou Toda a Terra (1976). Morreu precocemente, vítima de um edema pulmonar, a 8 de agosto de 1978.
Ver Mais

Conheça as nossas novidades

Seja o primeiro a conhecer os livros que acabaram de chegar, notícias sobre autores, conteúdo exclusivo e muito mais!

Conheça as nossas novidades

Seja o primeiro a conhecer os livros que acabaram de chegar, notícias sobre autores, conteúdo exclusivo e muito mais!