Hojoki

reflexões da minha cabana

Kamo no Chomei; Tradutor(a): Jorge Sousa Braga
Formatos disponíveis
8,80€ I
7,92€ I
-10%
EM
STOCK
COMPRAR
-10%
EM
STOCK
8,80€ I
7,92€ I
COMPRAR
I 10% DE DESCONTO IMEDIATO
I EM STOCK
I RECOMENDADO PELO PLANO NACIONAL DE LEITURA
I RECOMENDADO PELO PLANO NACIONAL DE LEITURA
I RECOMENDADO PELO PLANO NACIONAL DE LEITURA
I RECOMENDADO PELO PLANO NACIONAL DE LEITURA

SINOPSE

Kamo no Chomei acabou de escrever Hojoki – reflexões da minha cabana em 1212, totalmente isolado do mundo, na sua cabana na montanha. Nas palavras de Jorge Sousa Braga: «Hojoki é um clássico intemporal da literatura japonesa, como o Makura no soshi (O Livro de Cabeceira) de Sei Shonagon e o Tsurezuregusa (Diário de Um Ocioso) de Yoshida Kenko. Na sua brevidade, para além duma estreita comunhão com a natureza, ressoa a efemeridade das coisas humanas e a transitoriedade da nossa existência. O Hojoki é um hino ao despojamento, escrito de uma forma também ela despojada.»
Ver Mais

CRÍTICAS DE IMPRENSA

Foi em 1212, quatro anos antes de morrer, que terminou este elogio da simplicidade, mais um clássico da literatura japonesa que a coleção Gato Maltês nos apresenta numa edição primorosa.
José Cabrita Saraiva, Nascer do Sol

DETALHES DO PRODUTO

Hojoki
ISBN: 978-972-37-2164-5
Edição/reimpressão: 09-2021
Editor: Assírio & Alvim
Código: 79219
Coleção: Gato Maltês
Idioma: Português
Dimensões: 117 x 185 x 10 mm
Encadernação: Capa mole
Páginas: 96
Tipo de Produto: Livro
Classificação Temática: Livros > Livros em Português > Literatura > Memórias e Testemunhos
Kamo no Chomei foi um poeta japonês nascido na cidade de Shimokamo, em 1155. O seu pai tinha um alto cargo na administração de um templo xintoísta e Kamo cedo foi introduzido na corte. Dessa experiência precoce, parece ter nascido a sua paixão pela poesia e pela música. Não obstante, a sua vida foi fortemente marcada pela época conflituosa, política e socialmente, em que viveu, levando-o a abandonar o círculo privilegiado em que crescera. Após converter-se ao budismo, em 1204, decidiu afastar-se de vez da cidade e refugiar-se na sua cabana na montanha. Morreu em 1216, aos 61 anos de idade.
Ver Mais

Conheça as nossas novidades

Seja o primeiro a conhecer os livros que acabaram de chegar, notícias sobre autores, conteúdo exclusivo e muito mais!

Conheça as nossas novidades

Seja o primeiro a conhecer os livros que acabaram de chegar, notícias sobre autores, conteúdo exclusivo e muito mais!