Crepúsculo da Liberdade

Crepúsculo da Liberdade (eBook)

Antologia de prosa e poesia

Formatos disponíveis
12,99€ I
11,69€ I
-10%
COMPRAR
-10%
12,99€ I
11,69€ I
COMPRAR
I 10% DE DESCONTO IMEDIATO
I Disponibilidade Imediata
I EBOOK PARA WOOK READER

SINOPSE

A vida curta e trágica de Óssip Mandelstam (1891-1938), um dos maiores poetas do século xx, continua, do mesmo modo que a sua obra, a emocionar cada nova geração de leitores e admiradores do seu talento. Um dos melhores representantes do Século de Prata da poesia russa, poeta do acmeísmo, contemporâneo de Anna Akhmátova, Marina Tsvetáeva e Boris Pasternak, Mandelstam revolucionou a fala poética. A sua poesia contém visões e descobertas lírico-filosóficas únicas relativamente ao sentido da existência humana, à natureza do trabalho criador, às leis da história e da cultura. Na época de intensa repressão do «grande terror» estalinista, quando escrever poemas podia significar – e efetivamente significou – a morte, a obra deste escritor reflete a relação extremamente complicada que tinha com o seu século.

Além de uma extensa seleção da obra poética de Mandelstam, este volume apresenta também uma parte significativa dos seus escritos em prosa, que vão desde as recordações de infância às impressões da sua viagem à Arménia e aos ensaios sobre literatura, linguagem e o processo poético.

Ver Mais

DETALHES DO PRODUTO

Crepúsculo da Liberdade (eBook)
de Óssip Mandelstam
ISBN: 978-972-37-2305-2
Edição/reimpressão: 06-2023
Editor: Assírio & Alvim
Código: 67085
Idioma: Português
Páginas: 440
Tipo de Produto: eBook
Classificação Temática: eBooks > eBooks em Português > Literatura > Poesia

sobre Óssip Mandelstam

Óssip Mandelstam nasceu em Varsóvia, em janeiro de 1891, numa família judaica pequeno-burguesa. Em 1894 a família passou a viver nos arredores de Petersburgo, e depois, em 1897, na própria cidade, onde Mandelstam frequentou a famosa escola de Ténichev. Foi aí que o futuro poeta entrou no mundo da tradição poética russa e da cultura estética nova. Terminado o curso da escola, viajou pela Europa, viveu dois anos em Paris (1907-1908), visitou a Suíça, a Itália e a Alemanha. Em 1913 foi editado o seu primeiro livro de poemas, Pedra, ainda muito influenciado pela tendência dominante simbolista. Em 1911, Mandelstam integrou o novo grupo literário em que entraram, entre outros, os poetas Nikolai Gumiliov, Anna Akhmátova e Serguei Gorodétski. Um ano depois, a nova corrente literária, surgida como uma superação lógica do simbolismo, foi batizada de «acmeísmo». Mandelstam foi uma das muitas vítimas da repressão estalinista. O poeta, que tinha inicialmente um grande entusiasmo pela primeira revolução russa de 1905 e pela atividade política dos socialistas-revolucionários, já não podia compactuar com a doutrina política de um regime que fuzilou Nikolai Gumiliov em 1921. Assim, passou vários anos exilado, cumprindo sentenças por «atividades antissoviéticas e contrarrevolucionárias», acabando por morrer num campo de trânsito nos arredores de Vladivostok em dezembro de 1938.

Ver Mais

DO MESMO AUTOR

Portes Grátis

Em Stock

Crepúsculo da Liberdade

Antologia de prosa e poesia

de Óssip Mandelstam

16,97€

18,85€

10%

Portes Grátis

Guarda Minha Fala para Sempre

de Óssip Mandelstam

15,50€

Conheça as nossas novidades

Seja o primeiro a conhecer os livros que acabaram de chegar, notícias sobre autores, conteúdo exclusivo e muito mais!

Conheça as nossas novidades

Seja o primeiro a conhecer os livros que acabaram de chegar, notícias sobre autores, conteúdo exclusivo e muito mais!