Cobra
Cobra

Cobra

ISBN: 978-972-37-0758-8
Edição/reimpressão: 10-2004
Editor: Assírio & Alvim
Código: 78098
ver detalhes do produto
15,00€ I
-10%
PORTES
GRÁTIS
COMPRAR
-10%
PORTES
GRÁTIS
15,00€ I
COMPRAR
I 10% DE DESCONTO EM CARTÃO
I dias
I PORTES GRÁTIS

SINOPSE

"Cobra" é um texto triplamente iniciático: ao mundo fechado e alucinante da transsexualidade, ao universo ritualista do budismo e, principalmente, a uma estética barroca contemporânea.
Uma "troupe" mítica de mutantes, numa dilacerante busca de modelos impossíveis, através da Europa (Paris, Amesterdão), do Norte de África, da Índia e da América, vai tornar-se o cicerone dessa iniciação, ao transfigurar-se em verdadeiros arquétipos de um inconsciente civilizacional.
"Cobra" é uma obra de um estilo luxuriante, onde se sobrepõem imagens, espaços, tempos, em constante provocação ao leitor, num delírio de ambiências, descritas de forma quase pictórica, ondulando em registos que podem tocar as raias do escatológico ou do lirismo mais cristalino.
Ver Mais

DETALHES DO PRODUTO

Cobra
de Severo Sarduy
ISBN: 978-972-37-0758-8
Edição/reimpressão: 10-2004
Editor: Assírio & Alvim
Código: 78098
Idioma: Português
Dimensões: 134 x 208 x 15 mm
Encadernação: Capa mole
Páginas: 240
Tipo de Produto: Livro
Classificação Temática: Livros > Livros em Português > Literatura > Romance

sobre Severo Sarduy

Severo Sarduy nasceu em 1937 na cidade cubana de Camaguey. No final da adolescência foi viver para Havana, começando então a publicar poesia em revistas. Após a revolução castrista, veio estudar para a Europa, fixando-se em Paris (de 1960 a 1993, ano da sua morte) onde integrou a equipa de colaboradores da revista "Tel Quel" e estabeleceu relações de amizade com Roland Barthes e Phillipe Sollers. Durante os trinta e três anos fora do seu país publicou: novelas, poesia, ensaios, críticas de arte e literatura. Realizou três exposições individuais e participou em várias colectivas. O seu trabalho jornalístico, durante trinta anos, na Rádio França Internacional permitiu-lhe realizar programas dedicados à ciência e à cultura. Trabalhou nas Editions du Seuil e posteriormente dirigiu, nas Editions Gallimard, "La Nouvelle Croix du Sud", prestigiada colecção especializada em literatura latino-americana.
Publicou em Paris o seu primeiro livro "Gestos" (1962). Posteriormente "De Onde Son Los Cantantes" (1967). Foi-lhe atribuído o Prémio Medicis para a melhor novela estrangeira com "Cobra" (1972). "Maitreya" (1978), "Colibri" (1984) e "Cocuyo" (1990) fazem igualmente parte da sua produção literária. A sua última novela, "Pájaros de la Playa" é publicada meses após a sua morte ocorrida a 8 de Junho de 1993 em Paris, França.
Ver Mais

Conheça as nossas novidades

Seja o primeiro a conhecer os livros que acabaram de chegar, notícias sobre autores, conteúdo exclusivo e muito mais!

Conheça as nossas novidades

Seja o primeiro a conhecer os livros que acabaram de chegar, notícias sobre autores, conteúdo exclusivo e muito mais!