Bichos, Bichinhos e Bicharocos

Bichos, Bichinhos e Bicharocos

Sidónio Muralha
avaliação dos leitores (6 comentários)
(6 comentários)
ISBN:978-972-0-72689-6
Edição/reimpressão:10-2017
Editor:Porto Editora, S.A.
Código:72689
ver detalhes do produto
8,80€
7,92€
-10%
EM
STOCK
COMPRAR
-10%
EM
STOCK
8,80€
7,92€
COMPRAR
I10% DE DESCONTO IMEDIATO
IEm stock - Envio em 48h

SINOPSE

A obra Bichos, Bichinhos e Bicharocos, de Sidónio Muralha, é composta por nove poemas repletos de jogos de palavras e sentidos, ritmo e humor. As figuras centrais dos poemas são oito animais e uma estrelinha desobediente.

Encontre aqui o Guião de Exploração e as Fichas de Leitura.

A coleção Educação Literária reúne obras de referência da literatura portuguesa e universal indicadas pelas Metas Curriculares de Português.

Conheça todas as obras da Educação Literária na nossa página especial.
Ver Mais

COMENTÁRIOS DOS LEITORES

Recomendado
Cláudia B. |2017-02-19
Comprei este livro pois é recomendado pelo plano nacional de leitura do 2 °ano e a minha filha anda a estudar. O livro tem uma ilustração perfeita, com muita cor o que o torna muito apelativo.
Opção Fantástica
Raquel |2017-01-25
Livro com pequenos e vários poemas. Bom para treinar a leitura e a interpretação dos textos. Gostei.

DETALHES DO PRODUTO

Bichos, Bichinhos e Bicharocos
de Sidónio Muralha
ISBN:978-972-0-72689-6
Edição/reimpressão:10-2017
Editor:Porto Editora, S.A.
Código:72689
Idioma:Português
Dimensões:130 x 198 x 4 mm
Encadernação:Capa mole
Páginas:32
Tipo de Produto:Livro
Classificação Temática: Livros Infantis e Juvenis > Livros infantis de ficção > Livros em Português > Infantis e Juvenis > Livros Infantis de Ficção > Plano Nacional de Leitura > 2.º ano > Leitura Orientada > Apoio Escolar > 2.º Ano > Outros

sobre Sidónio Muralha

Sidónio Muralha
Escritor português, nascido em 1920, em Lisboa, e falecido a 9 de dezembro de 1982, no Brasil. Fez um curso comercial em Lisboa, cidade onde desempenhou pequenas funções comerciais até partir para o antigo Congo Belga, em 1944. Aí participou em iniciativas de denúncia, a partir do estrangeiro, da situação de dominação fascista vivida em Portugal. A partir de 1962, fixou residência no Brasil. No espaço de tempo que medeia entre a publicação de Beco (1941) e Passagem de Nível (1942) e a partida para África, pertenceu ao grupo juvenil de que emergiu o Neorrealismo coimbrão, situando-se nesses anos as suas mais conhecidas obras poéticas. Em 1950, chegou a editar em Portugal Companheira dos Homens, obra que reforça a opção por uma poesia militante e de intervenção. O fôlego criativo só voltou a recuperar a sua fluência no Brasil, enveredando então por novos domínios de expressão como a ficção e a literatura infantil. Figura importante do Neorrealismo português (sendo autor de um dos volumes da coleção "Novo Cancioneiro") e um dos seus principais poetas, publicou, entre outras obras, Os Olhos das Crianças (1963), O Pássaro Ferido (1972) e Poemas de abril (1974).
Ver Mais

DO MESMO AUTOR

QUEM COMPROU TAMBÉM COMPROU

Os Maias

de Eça de Queirós

Este site utiliza cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência de navegação. Ao navegar estará a consentir a sua utilização. Saiba mais sobre a nossa política de privacidade. Tomei conhecimento e não desejo visualizar esta informação novamente.

OK