Bartleby

Bartleby

Herman Melville; Tradução: Gil de Carvalho
avaliação dos leitores (1 comentários)
(1 comentários)
ISBN: 978-972-37-0016-9
Edição/reimpressão: 09-2011
Editor: Assírio & Alvim
Código: 78162
Coleção: Gato maltês
ver detalhes do produto
7,00€ I
-10%
EM
STOCK
COMPRAR
-10%
EM
STOCK
7,00€ I
COMPRAR
I 10% DE DESCONTO EM CARTÃO
I Em stock - envio até 48 horas

SINOPSE

Que poderia fazer o advogado quando se tornou um dado adquirido que, no seu escritório em Wall Street, albergava «um jovem escrivão pálido», Bartleby, ocupado a copiar ao preço habitual de quatro cents à página, mas que se recusava terminantemente a conferir o trabalho feito e nunca, por motivo algum, aceitava ser enviado para realizar qualquer recado?
Herman Melville, neste conto memorável, descreve o comportamento singular de um escrivão que, à medida que o tempo passa, se sente cada vez menos inclinado para cumprir as suas tarefas, respondendo, com uma calma desarmante, «preferia não o fazer».
Ver Mais

COMENTÁRIOS DOS LEITORES

Clássico de Melville
VLPM | 2014-08-09
Conto clássico de Herman Melville, um dos seus mais celebrados. Bartleby, o nosso anti-herói, com quem é quase impossível não simpatizar. Dou comigo a invejar a sua insolência no famoso “preferia não o fazer”. De leitura obrigatória.

DETALHES DO PRODUTO

Bartleby
ISBN: 978-972-37-0016-9
Edição/reimpressão: 09-2011
Editor: Assírio & Alvim
Código: 78162
Coleção: Gato maltês
Idioma: Português
Dimensões: 115 x 185 x 2 mm
Encadernação: Capa mole
Páginas: 96
Tipo de Produto: Livro
Classificação Temática: Livros em Português > Livros > Literatura > Romance
Herman Melville (1819-1891) foi um dos mais importantes romancistas da literatura norte-americana; foi também contista, ensaísta e poeta, com mais de 30 obras publicadas. Melville, cujo nome qualquer leitor reconhece de «Moby Dick», a história da perseguição à grande baleia branca, nasceu no seio de uma família de grande prestígio, mas com grandes dificuldades económicas, que os pais esconderam a Herman e aos seus sete irmãos. O pai sofria de desequilíbrios emocionais graves e havia na família divergências religiosas. Herman e os irmãos acompanharam os pais para várias cidades americanas sempre que estes tentavam refazer a sua vida, e a sua educação foi feita em diversas escolas. Teve vários trabalhos em escritórios e lojas, e de 1839 a 1844 foi marinheiro embarcado em diversos navios. Nos cinco anos que se seguiram publicou grande parte dos seus livros, inspirados na sua experiência marítima, e viu a crítica e sobretudo o público reconhecer-lhe os méritos. Inicia uma correspondência e amizade profícuas com o escritor Nathaniel Hawthorne e publica a sua obra-prima «Moby Dick» em 1851 (primeiro em Inglaterra e só depois nos Estados Unidos). A partir desses anos, Melville, que casara e planeara viver da escrita, cai no esquecimento do público e até ao fim da vida tem de aceitar diversos trabalhos para sobreviver. Só após a sua morte, e aquando do centenário do seu nascimento, é que a crítica redescobre o autor e o seu génio e Melville passa a integrar o panteão dos grandes nomes das letras universais.
Ver Mais

DO MESMO AUTOR

Este site utiliza cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência de navegação. Ao navegar estará a consentir a sua utilização. Saiba mais sobre a nossa política de privacidade. Tomei conhecimento e não desejo visualizar esta informação novamente.

OK