As flores perdidas de Alice Hart

As flores perdidas de Alice Hart

avaliação dos leitores (17 comentários)
(17 comentários)
Formatos disponíveis
18,80€ I
15,04€ I
-20%
PORTES
GRÁTIS
EM
STOCK
COMPRAR
-20%
PORTES
GRÁTIS
EM
STOCK
18,80€ I
15,04€ I
COMPRAR
I 20% DE DESCONTO IMEDIATO
I Em stock - Envio 24H
I PORTES GRÁTIS

SINOPSE

Um romance sobre as histórias que deixamos por contar e sobre as que contamos a nós próprios para sobrevivermos.

Alice tem nove anos e vive num local isolado, idílico, entre o mar e os canaviais, onde as flores encantadas da mãe e as suas mensagens secretas a protegem dos monstros que vivem dentro do pai.

Quando uma enorme tragédia muda a sua vida irrevogavelmente, Alice vai viver com a avó numa quinta de cultivo de flores que é também um refúgio para mulheres sozinhas ou destroçadas pela vida. Ali, Alice passa a usar a linguagem das flores para dizer o que é demasiado difícil transmitir por palavras.

À medida que o tempo passa, os terríveis segredos da família, uma traição avassaladora e um homem que afinal não é quem parecia ser, fazem Alice perceber que algumas histórias são demasiado complexas para serem contadas através das flores. E para conquistar a liberdade que tanto deseja, Alice terá de encontrar coragem para ser a verdadeira e única dona da história mais poderosa de todas: a sua.
Ver Mais

CRÍTICAS DE IMPRENSA

A escrita da Holly é encantadora e mágica. Um retrato de Austrália tal como imaginei. Recomendo.
Blog A mulher que ama livros
É-me difícil escrever algo sobre este livro.
Senti as alegrias e as tristezas da Alice Hart quase como se fossem as minhas.
Este livro merece todo o burburinho positivo que anda por aí em volta dele. A história é soberba. A Alice é uma força da natureza. A escrita parece quase lírica. É diferente de tudo o que li até hoje.
Nota especial para a capa e o interior do livro serem lindos.
O ano ainda não acabou mas será um dos favoritos de 2018.
Leiam este livro, a sério.
Lúcia Fonseca, Goodreads
Este livro entranha-se em nós.
O ano ainda não terminou, mas estou certa de que esta foi a melhor leitura com que me deparei nestes últimos meses. Uma história que me marcou profundamente e ao qual tenciono voltar. Uma história para ser sorvida ao máximo.
Blog Letícia Brito
Sem margem para dúvidas que este livro ficou marcado para a vida! Não me canso de falar dele a toda a gente, pelo que podem perceber o quanto me tocou e o quanto quero partilhar uma história tão bem redigida como esta. Por isso, este é o 2 livro que adiciono aos meus favoritos de 2018 e, possivelmente, da minha vida. Estou a gabar tanto este livro, mas gabo-o com razão, acreditem nisso.
Blog Next to a book
Vou ser extremamente sincera como sou sempre nas minhas opiniões, este livro foi um dos melhores que já li em toda a minha vida. Dei por mim a chorar vezes sem conta durante a leitura. Quando digo que alguns dos outros livros que li despertaram-me vários sentimentos, não sabia realmente o que era isso, até este livro chegar às minhas mãos.
Blog Lost in my world
Há muitas formas de qualificar uma leitura. Pela qualidade da escrita, pela profundidade do tema, pela riqueza das personagens, sei lá, até pela encadernação! Mas há algo que não se pode deixar de lado - o quanto um livro nos toca, mexe connosco, nos faz vibrar. Nesse sentido, para mim, "As Flores Perdidas de Alice Hart" merece uma pontuação excecional. Na minha modesta tabela, iniciada há uns anos, de 1 a 5 estrelas, tenho de atribuir as 10 estrelas a este livro.
Blog As leituras da Fernanda
O romance de estreia de Holly Ringland tornou-se um dos meus livros preferidos deste ano e um dos melhores romances que já li. Poderoso e marcante, As Flores Perdidas de Alice Hart é mais do que um livro, é um pedacinho de vidas tão reais.
Blog Um mar de pensamentos
Além da história ser comovente e melancólica, a escrita da autora é extremamente cuidada. Parece que cada palavra foi colocada ali de propósito e muito bem pensada para tudo se conjugar de uma forma harmoniosa. O livro tem uma prosa quase lírica e são inúmeras as passagens que queremos guardar connosco de tão lindas e comoventes que são. O livro é simplesmente lindo!
Blog Estrelas no colo
“O romance de estreia de Holly Ringland é dolorosamente belo, comovente e magistral. As Flores Perdidas de Alice Hart é um livro pelo qual nos vamos apaixonar, guardar e recordar durante muito tempo. Um dos melhores livros deste ano de uma autora que é um novo talento a não perder de vista. Holly Ringland é uma daquelas escritoras que nos tira o fôlego. Intemporal, encantador e poderoso”
Kate Leaver, jornalista e escritor
“Uma estreia surpreendente. As Flores Perdidas de Alice Hart é uma história sobre o amor, a perda, a traição e o poder redentor das histórias (…) Escrito com inteligência, elegância e sensibilidade, este é um romance simultaneamente triste e afirmativo que segue os passos de Alice e a forma como ela vai quebrando os padrões de violência inscritos no seu passado.”

Kate Forsyth, autora best-seller
“Há algo de transformador na história de Alice Hart, algo que fica connosco para sempre”
John Purcell, Booktopia

COMENTÁRIOS DOS LEITORES

Surpresa
Dina Pereira | 2019-04-25
Confesso que comprei o livro pela capa...maravilhosa e colorida...confesso que depois ficou em espera...até que peguei nele e fiquei rendida! As flores não é um simples romance...é um murro no nariz...é um dança entre o maravilhoso mundo secreto da “fala” das flores e uma realidade cada vez mais portuguesa... Impossível ficar indiferente! Leitura compulsiva¿
Gostei. Gostei muito.
Raquel Silva | 2019-04-09
Fala de sofrimento e de renascimento. E da viagem que acontece entre uma coisa e a outra.

DETALHES DO PRODUTO

As flores perdidas de Alice Hart
ISBN: 978-972-0-03062-7
Edição/reimpressão: 10-2018
Editor: Porto Editora
Código: 03062
Idioma: Português
Dimensões: 152 x 235 x 27 mm
Encadernação: Capa mole
Páginas: 400
Tipo de Produto: Livro
Classificação Temática: Livros > Livros em Português > Literatura > Romance
Holly Ringland cresceu, rebelde e de pés descalços, no jardim tropical da mãe, no norte da Austrália. Quando tinha nove anos, a sua família viveu numa caravana durante dois anos, viajando de parque em parque natural, na América do Norte, uma experiência que despertou em Holly o interesse pelas culturas e histórias dos lugares. Já na casa dos vinte anos, trabalhou durante quatro anos numa comunidade remota indígena no deserto central australiano. Mudou-se para Inglaterra em 2009 e fez uma especialização em Escrita Criativa na Universidade de Manchester em 2001. Agora vive entre o Reino Unido e a Austrália.
Ver Mais

Este site utiliza cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência de navegação. Ao navegar estará a consentir a sua utilização. Saiba mais sobre a nossa política de privacidade. Tomei conhecimento e não desejo visualizar esta informação novamente.

OK