As Duas Águas do Mar

As Duas Águas do Mar

avaliação dos leitores (2 comentários)
(2 comentários)
Formatos disponiveis
15,50€
-10%
PORTES
GRÁTIS
EM
STOCK
COMPRAR
-10%
PORTES
GRÁTIS
EM
STOCK
15,50€
COMPRAR
I10% DE DESCONTO EM CARTÃO
IEm stock - Envio imediato
IPORTES GRÁTIS

SINOPSE

Duas mortes ocorrem simultaneamente em lugares junto ao mar - uma em São Miguel, nos Açores; outra em Finisterra, num promontório do litoral galego. O que a princípio parece ser um conjunto de coincidências infelizes acaba por ser um enredo que uma investigação policial sui generis desmonta como uma história de vingança e ressentimento.
Em As Duas Águas do Mar, Francisco José Viegas constrói uma narrativa emocionante, em que nos confrontamos com os caminhos da paixão, da melancolia e da morte.
Os investigadores Jaime Ramos e Filipe Castanheira tentam encontrar respostas para solucionar dois casos semelhantes e atrozes: os assassinatos de Rui Pedro Martim da Luz e de Rita Calado Gomes. Um crime motivado por inveja e amizade; outro, em nome do amor e da doença da paixão, sempre cruel e desconcertante.
Depois de uma busca que leva a investigação pelas estradas da Galiza e pelas falésias abandonadas dos Açores, tudo termina como numa cerimónia de redenção em nome de todos os amores prometidos e de todas as vidas por cumprir.

Sobre este romance, que na época confirmou Francisco José Viegas como uma das vozes mais originais da moderna ficção portuguesa, escreveu o diário francês Le Monde: «A sua meteorologia atormentada transforma-se numa metáfora do destino humano.»
Ver Mais

COMENTÁRIOS DOS LEITORES

Lições várias
Augusto Caetano |2014-08-28
A par do enredo policial, fio condutor do romance, acedemos à minuciosa descrição da geografia dos locais, do clima, das pessoas. Há denuncias que só ficção consente e, sobretudo, a personalidade de um polícia altamente profissional e, simultaneamente, defensor das tradições da sua terra, grande conhecedor da gastronomia regional e outros saberes.
.
SRT |2014-02-22
Ler opinião completa em: http://aminhaleituras.blogspot.pt/2014/01/as-duas-aguas-do-mar-de-francisco-jose.html Este livro foi lançado pela primeira vez em 1992. As várias críticas que já ouvi a este livro dizem que não é um policial convencional. E a mim fez-me chegar a conclusão que gosto de policiais convencionais. Porque nesta coisa dos livros, o gosto é uma questão pessoal, e o meu não é este.

DETALHES DO PRODUTO

As Duas Águas do Mar
ISBN:978-972-0-04524-9
Edição/reimpressão:10-2013
Editor:Porto Editora
Código:04524
Coleção:Marca D'Água
Idioma:Português
Dimensões:142 x 208 x 25 mm
Encadernação:Capa mole
Páginas:360
Tipo de Produto:Livro
Classificação Temática: Livros em Português > Literatura > Romance
FRANCISCO JOSÉ VIEGAS nasceu em 1962. Professor, jornalista e editor, é responsável pela revista Ler e foi também diretor da revista Grande Reportagem e da Casa Fernando Pessoa. De junho de 2011 a outubro de 2012 exerceu o cargo de Secretário de Estado da Cultura. Colaborou em vários jornais e revistas, e foi autor de vários programas na rádio (TSF e Antena Um) e televisão (Livro Aberto, Escrita em Dia, Ler para Crer, Primeira Página, Avenida Brasil, Prazeres, Um Café no Majestic, A Torto e a Direito, Nada de Cultura). Da sua obra destacam-se livros de poesia (Metade da VidaO Puro e o ImpuroSe Me Comovesse o Amor) e os romances Regresso por um RioCrime em Ponta Delgada, Morte no EstádioAs Duas Águas do MarUm Céu Demasiado AzulUm Crime na ExposiçãoUm Crime CapitalLourenço MarquesLonge de Manaus (Grande Prémio de Romance e Novela da Associação Portuguesa de Escritores 2005), O Mar em CasablancaO Colecionador de Erva e A Poeira que Cai sobre a Terra e Outras Histórias de Jaime Ramos.
Ver Mais

Este site utiliza cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência de navegação. Ao navegar estará a consentir a sua utilização. Saiba mais sobre a nossa política de privacidade. Tomei conhecimento e não desejo visualizar esta informação novamente.

OK