As Árvores

As Árvores

avaliação dos leitores (1 comentários)
(1 comentários)
Formatos disponíveis
18,85€ I
16,97€ I
-10%
PORTES
GRÁTIS
EM
STOCK
COMPRAR
-10%
PORTES
GRÁTIS
EM
STOCK
18,85€ I
16,97€ I
COMPRAR
I 10% DE DESCONTO IMEDIATO
I EM STOCK
I PORTES GRÁTIS

SINOPSE

Uma série de homicídios macabros toma de assalto a cidade de Money, Mississípi. O xerife, os seus ajudantes, o médico-legista e demais habitantes daquela localidade orgulhosamente branca reagem com desconfiança quando uma dupla de detetives estaduais, negros, chega para ajudar na investigação. Em cada uma das cenas do crime, um mesmo elemento deixa-os a todos cada vez mais perplexos: um segundo corpo, de um homem incrivelmente semelhante a Emmett Till, rapaz negro linchado naquela cidade 65 anos antes. Quando os detetives se convencem de que se trata de uma vingança, são surpreendidos pelo facto de haver registo de mortes em moldes idênticos um pouco por todo o país. À medida que os corpos se amontoam, a investigação é conduzida até à casa de uma senhora centenária com um assombroso arquivo histórico. As Árvores é um romance audacioso, de sátira mordaz, que avança a ritmo veloz, sem desviar o olhar dos fantasmas que encontra pelo caminho. Livro do ano para publicações como The New York Times, NPR, The Chicago Tribune e TIME, recebeu, entre várias distinções, o Prémio Bollinger Everyman Wodehouse para escrita de comédia e foi finalista do Prémio Booker 2022.

Ver Mais

CRÍTICAS DE IMPRENSA

É um page-turner irresistível, que se precipita impetuosamente repleto de insolência, humor, deleite e raiva.
Júri do Prémio Booker
As Árvores, de Percival Everett, consegue (…) iluminar a escuridão mais atroz e dizer verdades de maneiras que trazem algum sentido ao absurdo da vida. Faz-nos voltar ao âmago da nossa humanidade.
Peter Florence, presidente do júri do Prémio Bollinger Everyman Wodehouse
Provavelmente, o romance mais (justiceiramente) divertido que lerão em décadas.
Babelia
Com uma combinação arriscada de whodunnit, terror, humor e perspicácia acutilante, As Árvores é um justo tributo ao romance: difícil de abandonar e impossível de esquecer.
NPR
[Percival Everett] deu saltos verdadeiramente audaciosos ao longo de quase 40 anos de escrita, mas As Árvores é talvez o mais audacioso de todos. Torna uma fantasia de vingança numa obra-prima de terror cómico. Transforma a causa narrativa em causa moral e eleva-a até aos céus. Os leitores vão rir até doer.
Los Angeles Times
A genialidade deste romance está no facto de, numa era de populismo reacionário, se lançar na ofensiva, usando formas populares para abordar um tema político profundo através de uma história de terror cómico impossível de largar. É um poderoso grito de alerta.
The Guardian
Profano e perfeito.
Oprah Magazine

COMENTÁRIOS DOS LEITORES

Burlesco e mordaz
Ler, um prazer adquirido | 2023-10-30
Que maravilha! Um thriller policial burlesco que prende e vicia. Uma vingança tardia com uma sucessão de crimes violentos com um elemento em comum, em que intervêm personagens muito peculiares que, nos levam ao riso. Uma história intrigante que de tão bem contada apesar da mistura de ódio racial com algum "folclore" característico do Mississippi tem um tanto de macabro como os linchamentos. "Se querem conhecer um lugar, há que falar com a sua história" (pag.116). Um sítio a abarrotar de pategos ignorantes parados no século dezanove onde andam a matar brancos e encontram sempre o mesmo negro morto em todos os locais do crime. O final é desconcertante ainda que metafórico. E se...

DETALHES DO PRODUTO

As Árvores
de Percival Everett
ISBN: 978-989-711-215-7
Edição/reimpressão: 09-2023
Editor: Livros do Brasil
Código: 77574
Coleção: Contemporânea
Idioma: Português
Dimensões: 152 x 235 x 21 mm
Encadernação: Capa mole
Páginas: 324
Tipo de Produto: Livro
Classificação Temática: Livros > Livros em Português > Literatura > Romance

sobre Percival Everett

Percival Everett nasceu nos Estados Unidos da América a 22 de dezembro de 1956. Com mais de trinta obras publicadas, incluindo Telephone (finalista do Prémio Pulitzer em 2021), So Much Blue e Erasure, recebeu numerosas distinções, entre as quais o Hurston/Wright Legacy Award, o Ivan Sandrof Lifetime Achievement Award pelo National Book Critics Circle, o Prémio Dos Passos, o Prémio PEN Center USA for Fiction e o PEN/Jean Stein. É membro da Academia Americana de Artes e Ciências e professor na Universidade do Sul da Califórnia.

Ver Mais

Conheça as nossas novidades

Seja o primeiro a conhecer os livros que acabaram de chegar, notícias sobre autores, conteúdo exclusivo e muito mais!

Conheça as nossas novidades

Seja o primeiro a conhecer os livros que acabaram de chegar, notícias sobre autores, conteúdo exclusivo e muito mais!