Adolescer é fácil, #só que não

Adolescer é fácil, #só que não

avaliação dos leitores (5 comentários)
(5 comentários)
Formatos disponíveis
14,40€I
12,96€I
-10%
EM
STOCK
COMPRAR
-10%
EM
STOCK
14,40€I
12,96€I
COMPRAR
I10% DE DESCONTO IMEDIATO
IEm stock - Envio 24H

SINOPSE

A vida é feita de mudanças, sobressaltos, desafios, todos os dias e em todas as idades. Mas, acredita, a adolescência é mesmo a fase mais incrível da tua vida! A criança que já foste ficou lá bem atrás e o mundo que se abre agora à tua frente é de liberdade, de escolhas e de futuro. Neste livro, falarei um pouco de mim, sim. Mas falarei sobretudo para ti. Quero ajudar-te a voltares o espelho na tua direção para que te vejas por dentro e por fora, no teu mundo e no mundo dos outros. Para que te conheças verdadeiramente, de coração, corpo e alma. E possas também vir a deixar uma marca incrivelmente inspiradora, empática, positiva na vida dos outros.

“Adolescer é fácil!”, parece à primeira vista. Só que não – eu sei. Vejo-o na Associação Corações Com Coroa, que presido, nas muitas escolas por onde passo, na minha própria casa. Vivo rodeada de jovens, “estagiári@s” do mundo, post@s à prova constantemente. Com as suas dúvidas, angústias, persistência e coragem. O amanhã são eles e também és tu.

Recebe este livro, escrito pelas minhas mãos diretamente para o teu coração. E voa. Voa, como só tu saberás fazer.

Com prefácio de Ricardo Araújo Pereira
Ver Mais

CRÍTICAS DE IMPRENSA

Se, quando eu era adolescente, me tivessem dito que a Catarina Furtado queria ser minha amiga, o mais provável é que eu tivesse dito: “Estou a ter um acidente cardiovascular. Chamem alguém, por favor.” As novas gerações de adolescentes têm uma sorte que eu não tive. O que a Catarina faz neste livro é um exercício de generosidade. O primeiro gesto generoso é tentar ajudar pessoas que estão numa fase da vida que é confusa e turbulenta. O segundo é nunca se esquecer de se colocar no lugar daqueles aos quais se dirige. Nenhuma dessas tarefas é fácil.
Ricardo Araújo Pereira, Prefácio

COMENTÁRIOS DOS LEITORES

Apelativo e atual
Célia |2019-08-08
Comprei este livro para a minha filha que o leu rapidamente. Ao ler alguns excertos percebi como a autora utiliza uma linguagem apelativa, juvenil para abordar temas relacionados com a adolescência. Recomendo a sua leitura não só aos adolescentes, como também aos pais.
ADORÁMOS
alda |2019-07-25
Comprei especialmente para o meu filho, mas li-o primeiro numa leitura fácil e de muitas dicas preciosas para os nossos "aborrecentes" da atualidade. Adorámos é a opinião de ambos no final!

DETALHES DO PRODUTO

Adolescer é fácil, #só que não
ISBN:978-972-0-03116-7
Edição/reimpressão:08-2019
Editor:Porto Editora
Código:03116
Idioma:Português
Dimensões:147 x 210 x 15 mm
Encadernação:Capa mole
Páginas:224
Tipo de Produto:Livro
Catarina Furtado é formada pela Escola de Dança do Conservatório Nacional de Lisboa. Estudou jornalismo no Cenjor e Teatro e Cinema em Londres. Trabalhou no Correio da Manhã Rádio, Rádio Comercial e Antena 1 e, em 1991, iniciou-se na televisão com o programa "Top Mais", na RTP. Em 1992 foi convidada a integrar os quadros da SIC, onde apresentou programas como "Chuva de Estrelas", "Caça ao Tesouro", "Pequenos e Terríveis", "Catarina.Com" e "Geração Fantástica". Já na RTP , onde permanece desde 2002, foi apresentadora de "Operação Triunfo", "Pequenos em Grande", "Dança Comigo", "Quem Tramou o Peter Pan", "Voz de Portugal", "Com Amor se Paga" e "Chef's Academy", entre muitos outros programas. É co-autora do programa "Minha Geração", das séries documentais "Príncipes do Nada" e dos documentários "Dar Vida sem Morrer". É também autora de diversas letras de canções. Como actriz de teatro participou em peças como "Quase" , "Loucos por Amor", "Peer Gynt" e "Transacções" e, no cinema, em filmes como "Pesadelo Cor de Rosa", "Fátima" e "Maria e as Outras". Entrou em várias séries e telefilmes, entre os quais "A Noiva", "Lampião da Estrela", "Ferreirinha" e "Cidade Despida" (que lhe valeu nomeações na categoria de melhor actriz dramática no Festival de Monte Carlo e no Festival de Seul). Em 1999, foi nomeada Embaixadora de Boa Vontade do Fundo das Nações Unidas para a População (UNFPA). Em 2015 foi condecorada Comendadora pela Ordem de Mérito pelo então Presidente Jorge Sampaio. Em 2010, foi considerada Campeã dos Objectivos do Milénio (ODM) pela ONU. Em 2012, fundou a Corações com Coroa, uma associação sem fins lucrativos e organização não governamental para o desenvolvimento (ONGD). destinada a combater a desigualdade de oportunidades (www.coracoescomcoroa.org).
Ver Mais

Este site utiliza cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência de navegação. Ao navegar estará a consentir a sua utilização. Saiba mais sobre a nossa política de privacidade. Tomei conhecimento e não desejo visualizar esta informação novamente.

OK