A Condição Humana

A Condição Humana

André Malraux
avaliação dos leitores (1 comentários)
(1 comentários)
Formatos disponiveis
15,50€
-10%
24H
PORTES
GRÁTIS
EM
STOCK
COMPRAR
-10%
24H
PORTES
GRÁTIS
EM
STOCK
15,50€
COMPRAR
I10% DE DESCONTO EM CARTÃO
IEm stock - Envio imediato
IPORTES GRÁTIS

SINOPSE

Numa Xangai rendida à violência, quatro homens vivem o fervilhar dos primeiros dias da revolução chinesa de 1927: Kyo Gisors, um dos líderes da luta comunista, idealista e intelectual, a braços com a sua própria crise familiar; Tchen, um terrorista atormentado pelos assassínios perpetrados; Clappique, um boémio francês, traficante de ópio e negociador de armas; e Katov, o revolucionário russo que tranquilamente observa o desenrolar dos acontecimentos até ao momento do seu sacrifício derradeiro. Publicado em 1933, e nesse mesmo ano distinguido com o Prémio Goncourt, A Condição Humana é um documento incontornável de reflexão sobre o indivíduo, sobre o confronto entre ética pessoal e convicção ideológica, sobre traição e morte, sobre amor e liberdade. Uma «duradoura obra-prima da literatura universal», escreve Jorge de Sena, tradutor e prefaciador desta edição portuguesa, depois de cuja leitura «se não é o mesmo».
Ver Mais

COMENTÁRIOS DOS LEITORES

Livro duríssimo
H |29.07.2015
Penso que o mais importante é a ideia de que até ao fim da vida o homem “pode sempre fazer”, não tem desculpa se o não fizer... É uma responsabilização pelos nossos actos que o autor deixa. Malraux tinha uma bagagem cultural imensa. Viveu no oriente, foi de esquerda, combateu pelos republicanos em Espanha e foi um dos ministros de maior duração de De Gaulle.

DETALHES DO PRODUTO

A Condição Humana
de André Malraux
Edição/reimpressão:10-2015
Editor:Livros do Brasil
Dimensões:152 x 235 x 21 mm
Encardenação:Capa mole
Páginas:304
Coleção:Dois Mundos
Tipo de Produto:Livro
Classificação Temática: Livros em Português > Literatura > Romance

sobre André Malraux

André Malraux
André Malraux nasceu em Paris a 3 de novembro de 1901. Figura central da cultura francesa do século XX, participou ativamente nas lutas revolucionárias do seu tempo e sobre elas produziu algumas das mais marcantes obras da literatura mundial, entre elas A Condição Humana (1933), centrado na revolução comunista chinesa, e A Esperança (1937), onde reflete a sua participação na Guerra Civil de Espanha. Membro da Resistência francesa durante a Segunda Guerra Mundial, dedicou-se à vida política no pós-guerra, tendo desempenhado o cargo de ministro da Cultura nos governos de Charles de Gaulle, entre 1959 e 1969. Morreu em Créteil a 23 de novembro de 1976.
Ver Mais

DO MESMO AUTOR

A Esperança

de André Malraux

18,80€

Este site utiliza cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência de navegação. Ao navegar estará a consentir a sua utilização. Saiba mais sobre a nossa política de privacidade. Tomei conhecimento e não desejo visualizar esta informação novamente.

OK