2018-01-30

O Velho e o Mar em banda desenhada

Depois de O Diário de Anne Frank, é a vez de este clássico da literatura universal ser adaptado a novela gráfica.

Partilhar:

O Velho e o Mar, um dos mais conhecidos livros de Ernest Hemingway e considerado um clássico da literatura universal, vai ganhar nova vida numa adaptação a banda desenhada que a Porto Editora publica a 8 de fevereiro.


Respeitando o estilo e o ritmo do texto original de Ernest Hemingway, Thierry Murat conseguiu transpor para imagens a mais fiável adaptação desta poética aventura de um pescador.

Depois do sucesso de O Diário de Anne Frank, publicado em setembro – e que vai já em 3.ª edição –, e de A Viagem do Elefante, de José Saramago, esta é uma aposta que procura, por um lado, aproximar os jovens leitores dos grandes livros, mas também permitir uma nova leitura a quem já os conhece.

SINOPSE

Cuba, início dos anos 1950. Santiago, um velho pescador, sai para o mar após 84 dias sem pescar um único peixe. Todos os habitantes da ilha afirmam que Santiago está velho de mais e em maré de azar, mas Manolin, o pequeno rapaz, continua a acreditar nele apesar dos comentários depreciativos dos pais. Ao 85.º dia, Santiago decide partir para o mais longe possível, ao largo do Golfo, em busca do peixe que lhe devolverá o respeito dos habitantes da ilha. É então que encontra um magnífico espadarte, enorme e forte. A luta homérica entre o velho e o peixe predador durará três dias e três noites: no regresso a terra firme, o velho, derrotado, recuperou a dignidade entre os seus pares após uma batalha corajosa.

OS AUTORES

Thierry Murat nasceu em Périgueux, em 1966, e passou a infância em Bergerac. Depois de estudar Artes Aplicadas em Poitiers, mudou-se para Bordéus no final dos anos 1980, onde trabalhou como designer gráfico e se apaixonou pela ilustração. No início dos anos 2000, publicou alguns álbuns juvenis e, em 2004, a sua primeira novela gráfica. Hoje, mora e trabalha numa pequena aldeia nas Landes de Gascogne e divide seu tempo entre o design gráfico editorial e a BD.

Ernest Hemingway nasceu em Oak Park, no Illinois, a 21 de julho de 1899, e morreu em Ketchum, no Idaho, em julho de 1961. Em 1953 ganhou o Prémio Pulitzer, com O Velho e o Mar, e em 1954 o Prémio Nobel de Literatura. Romances como O Adeus às Armas ou Por Quem os Sinos Dobram, além do já citado O Velho e o Mar, publicados em Portugal pela Livros do Brasil, consagraram-no como um dos grandes nomes da literatura do século xx.

Este site utiliza cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência de navegação. Ao navegar estará a consentir a sua utilização. Saiba mais sobre a nossa política de privacidade. Tomei conhecimento e não desejo visualizar esta informação novamente.

OK