2017-05-29

O livro do tipo que fala no Eixo, escreve no Expresso e faz o Inimigo

Luís Pedro Nunes lança, esta sexta-feira, o livro Suficientemente bom, desprezivelmente mau, na Feira do Livro de Lisboa – onde espera não se sentir sozinho

Partilhar:

Luís Pedro Nunes é repórter, cronista, jornalista, comentador, iconoclasta, tímido, provocador, conciliador, antissocial, humanista, detestado por vezes e sarcástico muitas outras.
E, agora, é também autor do livro Suficientemente bom, desprezivelmente mau, que é lançado esta sexta-feira, dia 2 de junho, às 18:00, no espaço Autores que nos unem, do Grupo Porto Editora, na Feira do Livro de Lisboa.


Depois de mais de 400 (quatrocentas) crónicas publicadas no Expresso sobre “coisas de homens”, Luís Pedro Nunes reuniu, em livro, alguns dos textos que, por algum motivo, considerou suficientemente bons, desprezivelmente maus ou, por vezes, abjetamente razoáveis.

O que têm em comum Trump, sexo, gatos, a internet, viagens e decisões sobre se ainda se paga o jantar no primeiro encontro? Tudo isto e muito mais está incluído neste livro que é feito de Experimentações, Relações, Inovações e Cogitações e que conta prefácio de Clara Ferreira Alves e posfácio de Pedro Marques Lopes.

O livro de Luís Pedro Nunes está disponível nas livrarias de todo o país a partir de 1 de junho e o autor fez o convite para que todos estejam no lançamento, esta sexta-feira.

Este site utiliza cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência de navegação. Ao navegar estará a consentir a sua utilização. Saiba mais sobre a nossa política de privacidade. Tomei conhecimento e não desejo visualizar esta informação novamente.

OK