2018-10-02

Luísa Ducla Soares conta Histórias com História

14 textos originais e divertidos para viajar pela História de Portugal.

Partilhar:

No dia 4 de outubro, véspera de um dos mais significativos episódios da História de Portugal, a Porto Editora faz chegar às livrarias o mais recente livro de Luísa Ducla Soares, Histórias com História.


Escrito por um dos mais importantes nomes da literatura infantil e juvenil em Portugal, este livro apresenta os principais episódios da História de Portugal lecionados em Estudo do Meio, sob um ponto de vista original e divertido.

A partir de 14 textos de diferentes tipologias – texto narrativo, dramático, poético, epistolar ou diarístico – Luísa Ducla Soares percorre oito séculos de História, com jovens de hoje e de outros tempos a serem “testemunhas” de eventos como O achamento do Brasil (numa peça em 3 atos), o Terramoto de 1755, o 25 de Abril de 1974 e também o Portugal no séc. XXI.

SINOPSE

A História de Portugal com os seus eventos reais, lendas e mitos serve de fundo a este livro.

Dele constam 14 textos muito diferentes - sérios, trágicos, curiosos, divertidos – de diversas tipologias - narrativo, dramático, em forma de poema, carta, fábula, página de diário – e para todos os gostos.

Viajando através dos séculos, os jovens de hoje vão conviver com jovens de outros tempos e dos tempos modernos também, porque, afinal, a História não acabou, e nós estamos a vivê-la, dia a dia.

SOBRE A AUTORA

Luísa Ducla Soares nasceu em Lisboa a 20 de julho de 1939. É licenciada em Filologia Germânica pela Universidade Clássica de Lisboa. Dedicada especialmente à literatura para crianças e jovens, em prosa e poesia, publicou mais de uma centena de obras neste domínio. Muitos dos seus poemas foram musicados, tendo sido editados em diversos CD.

Desenvolve regularmente ações de incentivo à leitura junto de escolas e bibliotecas. Participa frequentemente em colóquios e encontros, apresentando conferências e comunicações sobre problemáticas relacionadas com os jovens e a leitura e sobre literatura para os mais novos.

Recusou, por motivos políticos, o Grande Prémio de Literatura Infantil com que o Serviço Nacional de Informação pretendeu distinguir o seu livro História da Papoila, em 1973. Recebeu o Prémio Calouste Gulbenkian para o melhor livro do biénio 1984-1985 por Seis Histórias às Avessas e foi galardoada com o Grande Prémio Calouste Gulbenkian pelo conjunto da sua obra, em 1996. Foi candidata de Portugal ao Prémio Andersen.

Este site utiliza cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência de navegação. Ao navegar estará a consentir a sua utilização. Saiba mais sobre a nossa política de privacidade. Tomei conhecimento e não desejo visualizar esta informação novamente.

OK