Zero K

avaliação dos leitores (1 comentários)
(1 comentários)
Formatos disponíveis
17,70€ I
-10%
PORTES
GRÁTIS
EM
STOCK
COMPRAR
-10%
PORTES
GRÁTIS
EM
STOCK
17,70€ I
COMPRAR
I 10% DE DESCONTO EM CARTÃO
I EM STOCK
I PORTES GRÁTIS

SINOPSE

«Nascemos sem escolhermos existir.
Deveremos ser obrigados a morrer da mesma maneira?
Não será uma das glórias humanas a recusa de aceitar um destino marcado?»


O pai de Jeffrey Lockhart, Ross, é um sexagenário bilionário e principal investidor num remoto e secreto laboratório onde a morte é sofisticadamente controlada. Ali, os corpos são cuidadosamente preservados até uma altura futura em que os avanços biomédicos e as novas tecnologias possam trazê-los de volta a uma nova vida.
Quando Jeff é convidado por Ross para visitar esse laboratório, percebe que Artis, a jovem mulher do pai, está gravemente doente e é um dos pacientes cujo corpo será preservado. E enquanto se prepara para a despedida da madrasta, Jeff vê-se progressivamente confrontado com algumas das mais difíceis perguntas que a humanidade se coloca - acerca do legado que deixamos, da nobreza da morte, e do real valor das intricadas perplexidades do nosso tempo, aqui na terra.

O novo romance de Don DeLillo, sedutor, de escrita brilhante e de espetacular capacidade de observação, toma o peso ao lado escuro do mundo - terrorismo, inundações, incêndios, pragas - face à beleza e à humanidade da vida de todos os dias.
Ver Mais

CRÍTICAS DE IMPRENSA

Selecionado na lista de melhores livros de 2016 do jornal “Expresso”:
Expresso
O mais importante escritor vivo da América.
Observer
Um homem com uma capacidade de perceção assustadora.
Joyce Carol Oates
Os deuses deram a DeLillo as antenas de um visionário.
Martin Amis
O grande romancista norte-americano.
The Guardian
Nenhum escritor foi tão presciente e terrivelmente profético como DeLillo acerca do século XXI.
The New York Times

COMENTÁRIOS DOS LEITORES

Do futuro
Rita Oliveira | 2017-10-09
Don Delillo é aquilo que se pode chamar de "escritor moderno", pelos temas que escolhe para os seus livros, como os meios de comunicação, a guerra nuclear, o terrorismo global, a era digital. Nunca tinha lido nada dele, mas este Zero K atraiu-me. O grande tema é a criopreservação de corpos em final de vida por longevidade ou doenças incuráveis para um dia poderem ser "descongelados"e curados. É um livro estranho, muito estranho. Jeffrey Lockhart é filho de um milionário investidor numa empresa de adiamento da morte. Ao visitar a sede, localizada algures num cenário gelado presumivelmente na Rússia, descobre que a sua madrasta é uma das pessoas que recorrerá às técnicas de preservação dos corpos. Durante dias, antes da despedida final, percorre corredores vazios cheios de portas que abrem e não abrem, depara com pessoas que não parecem pessoas, com ecrãs que saem do teto para mostrar desgraças como incêndios, guerras, inundações, pragas, terrorismo, reflete com o pai sobre a imortalidade e a vida humana. Não é um livro fácil nem linear, mas é uma interessante incursão na obra de Delillo e aguça a curiosidade para conhecer mais uns tantos.

DETALHES DO PRODUTO

Zero K
ISBN: 978-989-676-179-0
Edição/reimpressão: 10-2016
Editor: Sextante Editora (chancela)
Código: 07242
Idioma: Português
Dimensões: 152 x 235 x 18 mm
Encadernação: Capa mole
Páginas: 272
Tipo de Produto: Livro
Classificação Temática: Livros > Livros em Português > Literatura > Romance

sobre Don DeLillo

Don DeLillo nasceu em 1936, em Nova Iorque. É autor de vários romances e peças de teatro. Foi galardoado com o National Book Award, o PEN/Faulkner Award e o Jerusalem Prize. Submundo foi finalista dos prémios Pulitzer e do National Book Award e recebeu em 2000 a Medalha Howells da American Academy of Arts and Letters pela mais eminente obra de ficção dos últimos cinco anos; em 2006, foi considerado um dos três melhores romances dos últimos vinte e cinco anos pela New York Times Book Review. A Sextante Editora publicou anteriormente dois dos seus romances, O homem em queda e Ruído branco. Em 2015, Don DeLillo foi distinguido pelo seu excecional contributo para as Letras Americanas pela National Book Awards.
Ver Mais