Um dia na vida de Ivan Deníssovitch

Um dia na vida de Ivan Deníssovitch

Aleksandr Soljenítsin
avaliação dos leitores (3 comentários)
(3 comentários)
Formatos disponiveis
15,50€
13,95€
-10%
24H
PORTES
GRÁTIS
EM
STOCK
COMPRAR
-10%
24H
PORTES
GRÁTIS
EM
STOCK
15,50€
13,95€
COMPRAR
I10% DE DESCONTO IMEDIATO
IEm stock - Envio imediato
IPORTES GRÁTIS

SINOPSE

Expressamente citado pela Academia Sueca no momento da atribuição do Prémio Nobel de Literatura a Aleksandr Soljenítsin, em 1970, Um dia na vida de Ivan Deníssovitch foi o primeiro romance publicado na União Soviética relatando a vida nos campos de trabalho dos prisioneiros políticos e a repressão estalinista.

Nessa altura, em 1962, embora causando grande polémica interna, a obra foi saudada em todo o mundo como símbolo da nova literatura russa e da abertura krutcheviana. Mas em 1974 Soljenítsin viria, depois de expulso da União dos Escritores, a ser detido e deportado.

Um dia na vida de Ivan Deníssovitch relata um dia de um prisioneiro num gulag do Cazaquistão. Narrativa brilhante e densa, herdeira das grandes tradições da literatura russa.

A Sextante inicia com este romance a publicação em Portugal de obras de Aleksandr Soljenítsin pela primeira vez traduzidas diretamente do russo. Seguir-se-ão o romance A casa de Matriona e o volume de contos Zacarias Escarcela e outros contos.
Ver Mais

COMENTÁRIOS DOS LEITORES

Experiência aterradora
Manuel Duarte |2017-07-26
Este livro relata a experiência do autor num campo de concentração soviético, situado na sibéria. Um livro revelador de como regimes totalitários podem destruir um povo. O autor foi preso por ter sido cercado pelo exército alemão em 1941 e por ter conseguido fugir a esse cativeiro, mas mal sabia que lhe estaria reservado outro
"Um dia na vida" para não esquecer a História
N. Almeida |2015-10-26
"Um dia na vida de Ivan Deníssovitch" é um poderoso relato da opressão daqueles que têm sido sistematicamente esquecidos pela história. Tão poderoso como os relatos das atrocidades e da opressão cometidas pela Alemanha Nazi, o jugo do totalitarismo da URSS transparece nesta obra curta mas magnífica.

DETALHES DO PRODUTO

Um dia na vida de Ivan Deníssovitch
de Aleksandr Soljenítsin
ISBN:978-989-676-168-4
Edição/reimpressão:03-2017
Editor:Porto Editora
Código:07168
Idioma:Português
Dimensões:152 x 235 x 13 mm
Encadernação:Capa mole
Páginas:176
Tipo de Produto:Livro
Classificação Temática: Livros em Português > Literatura > Romance

sobre Aleksandr Soljenítsin

Aleksandr Soljenítsin
Aleksandr Soljenítsin (1918-2008). Combateu na Segunda Guerra Mundial e esteve preso e internado em campos de trabalho forçado de 1945 a 1953, após críticas privadas a Estaline. Ilibado na sequência da «abertura» criada pelo famoso discurso de Krutchev denunciando os crimes estalinistas, foi professor e iniciou o seu percurso de escritor nos anos 50. Um dia na vida de Ivan Deníssovitch, classificado por Aleksandr Tvardovski, seu editor na revista Novy Mir, em 1962, como um «clássico», teve a sua publicação expressamente autorizada por Krutchev e foi estudado nas escolas. Mas a vida de escritor de Soljenítsin viria a ser atribulada e reprimida na sequência da recusa pela União dos Escritores da publicação de Pavilhão de cancerosos e da atribuição do Prémio Nobel da Literatura em 1970. Foi expulso da União Soviética em 1974, vivendo na Suíça, em França e nos Estados Unidos até à queda do Muro de Berlim, após o que regressou a Moscovo, em 1994, sendo recebido triunfalmente. As suas obras marcaram indelevelmente a literatura russa do século xx, inserindo-se na grande tradição narrativa de nomes como Tchekov, Tolstoi e Dostoievski.
Ver Mais

Este site utiliza cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência de navegação. Ao navegar estará a consentir a sua utilização. Saiba mais sobre a nossa política de privacidade. Tomei conhecimento e não desejo visualizar esta informação novamente.

OK