O Mel

O Mel

ISBN: 978-972-37-0874-5
Edição/reimpressão: 04-2004
Editor: Assírio & Alvim
Código: 78041
ver detalhes do produto
12,00€ I
9,60€ I
-20%
PORTES
GRÁTIS
COMPRAR
-20%
PORTES
GRÁTIS
12,00€ I
9,60€ I
COMPRAR
I 20% DE DESCONTO IMEDIATO
I Esgotado ou não disponível.
I PORTES GRÁTIS

SINOPSE

Como afirma o tradutor Mário Rui de Oliveira, Italo Calvino escreveu: "O Mel é um livro que se tornará mais belo cada ano que passar e daqui a cem anos muitos aprenderão romagnolo para ler no original a jornada dos dois velhos irmãos." Neste livro, o leitor encontrará a versão original em romagnolo e a sua tradução para o português, desta belíssima obra de Tonino Guerra, escritor e argumentista (Fellinni, Tarkovski, Antonioni, entre tantos outros), "camponês cosmopolita", como lhe chamou Vicente Jorge Silva.

" A Poesia de Tonino Guerra [...] aparece agora em todo o seu esplendor. [...]os poemas de O Mel são a expressão superlativa de um lirismo que aspira, se o termo me é permitido, à transparência da melancolia.
José Mário Silva, Diário de Notícias
Ver Mais

DETALHES DO PRODUTO

O Mel
ISBN: 978-972-37-0874-5
Edição/reimpressão: 04-2004
Editor: Assírio & Alvim
Código: 78041
Idioma: Português
Dimensões: 145 x 205 x 10 mm
Encadernação: Capa mole
Páginas: 96
Tipo de Produto: Livro
Classificação Temática: Livros > Livros em Português > Literatura > Poesia
"Tonino Guerra nasceu em Sant’Arcangelo di Romagna, na província de Forlì, em 1920. A sua fama internacional provém-lhe principalmente da sua atividade como argumentista cinematográfico, tendo colaborado sobretudo com Fellini ('Amarcord', 'Ginger e Fred', 'O Navio', etc.) e Antonioni ('A Aventura', 'O Deserto Vermelho', 'Blow-up', 'Para Além das Nuvens', etc.) mas também com Francesco Rossi, os irmãos Taviani, Tarkovski ('Nostalgia', a que há uma breve alusão no conto 'As Folhas da Cerejeira') ou Theo Angelopoulos. Contudo, possui igualmente uma vasta obra literária, não só narrativa, mas sobretudo poética no seu dialeto romanholo, em que a língua se torna instrumento de uma original transformação grotesca e fabulosa da realidade, representando sob forma fantástica o mundo dos humildes e dos marginalizados.
Como dizia Italo Calvino, "para Tonino Guerra tudo se transforma em conto e em poesia: de viva voz ou escrito ou nas sequências do cinema, em prosa ou em verso, em italiano ou em dialeto romanholo. Há sempre um conto em cada uma das suas poesias; há sempre uma poesia em cada um dos seus contos. E poesia quer dizer uma experiência precisa e concreta e inesperada, contendo dentro de si um sentimento e com o tom de uma voz que nos fala.". Faleceu em 2012.
Principais obras literárias:
Narrativa:
"L'equilibrio" (1967); "L'uomo parallelo" (1969); "I cento uccelli" (1974); "Il polverone" (1978); "I guardatori della luna" (1981); "L'aquilone. Una favola del nostro tempo" (com Michelangelo Antonioni, 1982); "La pioggia tiepida" (1984).
Poesia:
"I bù" (1972); "Il Miele" (1981); "La Capanna" (1985); "Il Viaggio" (1986).
Ver Mais

Conheça as nossas novidades

Seja o primeiro a conhecer os livros que acabaram de chegar, notícias sobre autores, conteúdo exclusivo e muito mais!

Conheça as nossas novidades

Seja o primeiro a conhecer os livros que acabaram de chegar, notícias sobre autores, conteúdo exclusivo e muito mais!