Existência

avaliação dos leitores (1 comentários)
(1 comentários)
Prémio Nacional de Poesia António Ramos Rosa 2019; Grande Prémio de Poesia Maria Amália Vaz de Carvalho 2019
Formatos disponíveis
12,20€ I
9,76€ I
-20%
EM
STOCK
COMPRAR
-20%
EM
STOCK
12,20€ I
9,76€ I
COMPRAR
I 20% DE DESCONTO IMEDIATO
I EM STOCK
I RECOMENDADO PELO PLANO NACIONAL DE LEITURA

SINOPSE

No seu novo livro de poesia Gastão Cruz convida-nos para uma poderosa reflexão sobre a vida, a memória, o envelhecimento e o espectro da morte.

GOLPE

Por medo da insónia adio o sono
nas noites em que com um golpe frio
a memória levanta a onda morta
do irrecuperável: o que adio?

Estou deitado num tempo muito extenso
entre a luz e o escuro, estou perdido
entre o imaginado e a verdade
de um mundo sem imagens: o que adio

não é o sono de que temo a falta
nem o sonho feroz nele contido
é a história do corpo percutindo
na fundura impiedosa do vazio
Ver Mais

COMENTÁRIOS DOS LEITORES

Poeta veterano
João | 2021-07-21
Uma obra interessante de um poeta veterano. Contém perspectivas muito interessantes sobre a nostalgia, o passado, e a justaposição com o presente.

DETALHES DO PRODUTO

Existência
ISBN: 978-972-37-1980-2
Edição/reimpressão: 08-2019
Editor: Assírio & Alvim
Código: 79488
Idioma: Português
Dimensões: 145 x 205 x 7 mm
Encadernação: Capa mole
Páginas: 72
Tipo de Produto: Livro
Classificação Temática: Livros > Livros em Português > Literatura > Poesia

sobre Gastão Cruz

Poeta e ensaísta português, Gastão Cruz nasceu em 1941, na cidade de Faro, no Algarve, e licenciou-se pela Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa em Filologia Germânica. Professor do ensino secundário, o autor exerceu paralelamente, entre 1980 e 1986, a carreira de leitor de Português no King's College de Londres e dirigiu, nos anos 70 a 90, após a morte de Carlos Ferreira, o grupo de teatro Teatro Hoje/Teatro da Graça que ajudou a fundar. Traduziu vários textos dramáticos, de autores como Strindberg, Shakespeare e Jean Cocteau. Ainda muito jovem, com apenas 19 anos, Gastão Cruz, manifestando já um grande apego pelo texto poético, publica o seu primeiro livro, A Morte Percutiva, no volume coletivo intitulado Poesia 61, que compila textos de uma plêiade de cinco jovens poetas: Casimiro de Brito, Fiama Hasse Pais Brandão, Luiza Neto Jorge e Maria Teresa Horta. Autor de uma obra muito diversa, publicou, entre outros, os seguintes títulos: A Morte Percutiva; A poesia Portuguesa Hoje, 1973; Campânula, 1978; Orgão de Luzes; Transe (1960-1990); As Pedras Negras, 1995; Poesia Reunida, 1999; Crateras, 2000 que recebeu o Prémio D. Dinis. Faleceu a 20 de março de 2022.
Ver Mais

DO MESMO AUTOR

Em Stock

Óxido

de Gastão Cruz

11,00€

Em Stock

Fogo

de Gastão Cruz

10,00€

Em Stock

Escarpas

de Gastão Cruz

10,00€

Portes Grátis

Em Stock

Os Poemas

de Gastão Cruz

28,00€

Ver mais títulos deste autor

Conheça as nossas novidades

Seja o primeiro a conhecer os livros que acabaram de chegar, notícias sobre autores, conteúdo exclusivo e muito mais!

Conheça as nossas novidades

Seja o primeiro a conhecer os livros que acabaram de chegar, notícias sobre autores, conteúdo exclusivo e muito mais!