Dai-lhes, Senhor, O Eterno Repouso

Dai-lhes, Senhor, O Eterno Repouso

avaliação dos leitores (1 comentários)
(1 comentários)
Formatos disponiveis
8,30€
-10%
EM
STOCK
COMPRAR
-10%
EM
STOCK
8,30€
COMPRAR
I10% DE DESCONTO EM CARTÃO
IEm stock - Envio imediato

SINOPSE

A ameaça de um grande atentado contra o Papa desencadeia uma intrincada investigação. Mas, no meio eclesiástico, as mortes não explicadas sucedem-se, adensando um clima de suspeita e medo.
Entretanto, o porta-aviões Varyag, transformado em casino flutuante, é palco para o assassínio de Lady Godiva, uma bela e afamada cantora.
Muitos anos antes, no fim da Segunda Guerra Mundial, o submarino U-1277 foi afundado junto ao Porto pelo seu comandante; a tripulação desembarcou em botes na praia de Angeiras e desapareceu. Ninguém sabe o que aconteceu a Helmuth Draier, nem qual a secreta missão de que vinha incumbido.

Em Dai-lhes, Senhor, o Eterno Repouso a narrativa move-se agilmente entre o passado e o presente, e, pelo caminho, o leitor encontra uma abordagem a grandes temas da atualidade, desde a pedofilia e a Igreja Católica, à volatilidade e desigualdade do mundo, onde grassa a miséria e habita a riqueza mais obscena.

Desvendar quem matou, como o fez e porquê é um dos desafios para o detetive Mário França. O outro é mergulhar no passado e resolver um enigma. Do seu escritório no Muro dos Bacalhoeiros, no Porto, será ao som do Requiem, de Mozart, que ele conduzirá a investigação até ao sucesso final.
Ver Mais

COMENTÁRIOS DOS LEITORES

Agradável
José Augusto Nogueira Pinto |02.08.2015
Emaranhada investigação do detetive Mário França numa leitura muito agradável. O AUTOR nesta sua obra acaba por nos levar por um roteiro fascinante, nomeadamente pelo cidade do Porto e sua área metropolitana, que registei com muito agrado. Este livro foi lido numa esplanada na Praia de Matosinhos e a dado momento ler e olhar para o mar e encontrar no seu interior algo que identifico “Não sei Viver sem o mar. O Bailado das ondas em perpétuo e repetido movimento fascina-me, transmite-me a paz que às vezes me falta. Respiro a brisa almiscarada como uma recarga de coragem as agruras da vida, os desânimos que por vezes me assaltam”. Obrigado, Dr. Miguel Miranda.

DETALHES DO PRODUTO

Dai-lhes, Senhor, O Eterno Repouso
Edição/reimpressão:12-2010
Editor:Porto Editora
Dimensões:153 x 235 x 26 mm
Encardenação:Capa mole
Páginas:264
Coleção:Marca D'Água
Tipo de Produto:Livro
Classificação Temática: Livros em Português > Literatura > Policial e Thriller
Miguel Miranda é médico e autor de vários romances, livros de contos e livros infantis. Recebeu o Grande Prémio de Conto da Associação Portuguesa de Escritores pelo livro Contos à Moda do Porto (1996); o Prémio Caminho de Literatura Policial pelo livro O Estranho Caso do Cadáver Sorridente (1997); e o Prémio Fialho de Almeida em duas ocasiões, pelos livros A Maldição do Louva-a-Deus (2001) e Todas as Cores do Vento (2013). Foi, também, finalista do Prémio PEN Narrativa 2012 (Todas as Cores do Vento) e do Prémio Violeta Negra 2014 do Festival de Literatura Policial de Toulouse (Donnez Leur, Seigneur, le Repos Éternel, edição francesa de Dai-lhes, Senhor, o Eterno Repouso). Está traduzido em Itália e França e representado em diversas coletâneas. No catálogo da Porto Editora figuram já os seus romances Dai-lhes, Senhor, o Eterno Repouso, Todas as Cores do Vento e A Paixão de K, bem como o livro de contos A Fome do Licantropo e Outras Histórias.
Ver Mais

Este site utiliza cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência de navegação. Ao navegar estará a consentir a sua utilização. Saiba mais sobre a nossa política de privacidade. Tomei conhecimento e não desejo visualizar esta informação novamente.

OK