Amadeo de Souza Cardoso - Pintura

Amadeo de Souza Cardoso - Pintura

Catálogo Raisonné, Vol. 2

ISBN: 978-972-37-1388-6
Edição/reimpressão: 01-2009
Editor: Assírio & Alvim
Código: 78865
ver detalhes do produto
76,00€ I
-10%
PORTES
GRÁTIS
EM
STOCK
COMPRAR
-10%
PORTES
GRÁTIS
EM
STOCK
76,00€ I
COMPRAR
I 10% DE DESCONTO EM CARTÃO
I EM STOCK
I PORTES GRÁTIS

CRÍTICAS DE IMPRENSA

«Amadeo de Souza-Cardoso é a primeira Descoberta de Portugal na Europa do século XX. O limite da Descoberta é infinito porque o sentido da Descoberta muda de substância e cresce em interesse — por isso que a Descoberta do Caminho Marítimo prá Índia é menos importante que a Exposição de Amadeo de Souza-Cardoso na Liga Naval de Lisboa.»
José de Almada Negreiros
(Exposição de pintura: amadeo de souza cardoso: Liga Naval de Lisboa, 1916)

«Para os miúdos da altura, todos declaradamente incréus, o Amadeo tinha a força de uma crença. Náufragos que nos sentíamos entre um país em farrapos e uma cultura de sacristia a separar-nos da Europa em chamas, o exemplo de Amadeo atestava a esperança de um dia podermos chegar a terras de gente.»
Júlio Pomar
(JL — Jornal de letras, artes e ideias, 2006)

«O trabalho de Amadeo herda aquilo que o cubismo teve de melhor, uma prática densamente desestruturante. Só que esta prática não é em Amadeo fruto de um método; antes desestruturando métodos, fazendo-os cruzar, entrelaçar, entregolfar sem inquietações ou porquês. As suas pinturas passam de uma situação em que predomina o jogo como é o caso dos cubismos, futurismos, impressionismos, etc., para uma produção movida pela brincadeira. A própria ideia de paródia se ausenta, uma vez que esta dimensão de brincadeira anula a possível carga reactiva.» Pedro Proença
(Expresso, 1987)

DETALHES DO PRODUTO

Amadeo de Souza Cardoso - Pintura
ISBN: 978-972-37-1388-6
Edição/reimpressão: 01-2009
Editor: Assírio & Alvim
Código: 78865
Idioma: Português
Dimensões: 244 x 290 x 35 mm
Encadernação: Capa mole
Páginas: 474
Tipo de Produto: Livro
Classificação Temática: Livros > Livros em Português > Arte > Pintura
Amadeo Ferreira de Sousa Cardoso nasceu em Manhufe, Amarante, a 14 de novembro de 1887, no seio de uma família numerosa da burguesia rural, culta e profundamente católica. Depois de frequentar o liceu em Amarante e mais tarde em Coimbra, ingressou, em 1905, num curso preparatório de desenho na Academia Real de Belas-Artes, em Lisboa e, no ano seguinte, partiu para Paris, com a finalidade de cursar arquitetura. No entanto, o estudo e a prática continuada do desenho, em especial da caricatura, que nessa época mais o ocupava, levaram-no a abraçar a pintura como vocação e destino. Integrado nas vanguardas modernistas internacionais que convergiam na capital francesa, Amadeo rejeitou o naturalismo e as abordagens académicas, desenvolvendo uma linguagem pictórica peculiar, sintetizadora de múltiplas referências num estilo disruptivo e vincadamente original. Entre a Paris cosmopolita e o Portugal profundo das suas origens, trilhou um percurso fulgurante que lhe deu uma projeção internacional inédita na pintura portuguesa — um percurso interrompido, em plena maturidade artística, pela morte precoce, em Espinho, a 25 de outubro de 1918, durante a epidemia de gripe pneumónica que então assolou a Europa.
Ver Mais