A última casa em Needless Street

avaliação dos leitores (6 comentários)
(6 comentários)
Formatos disponíveis
18,80€ I
15,04€ I
-20%
PORTES
GRÁTIS
EM
STOCK
COMPRAR
-20%
PORTES
GRÁTIS
EM
STOCK
18,80€ I
15,04€ I
COMPRAR
I 20% DE DESCONTO IMEDIATO
I EM STOCK
I PORTES GRÁTIS

SINOPSE

Não vai acreditar no que se esconde na última casa em Needless Street…
Esta é a história de Ted, que vive com a filha Lauren e a gata Olívia, numa casa perfeitamente banal, ao fundo de uma rua igualmente banal.
Esta é a história de um assassino. De uma criança roubada. De vingança.
Tudo isto é verdade. E quase tudo isto é mentira.
Pode acreditar que sabe o que se esconde na última casa em Needless Street. Pode até achar que já ouviu esta história em algum lugar.
Mas, na última casa em Needless Street, nada é o que parece.

Ver Mais

CRÍTICAS DE IMPRENSA

Um romance extraordinário.
Gillian Flynn, autora de Em parte incerta
“A Última Casa de Needless Street” é uma história perturbadora, complexa e multifacetada, parecendo-se mais com um multiverso do que com uma cebola. O tempo é duvidoso e todos são erráticos. Há uma verdade que começamos a ver relativamente cedo, mas o terreno instável e os permanentes volte-faces da narrativa, não nos deixam desvendar o mistério até ao último virar de página.
Mário Afonso, www.ruadebaixo.com
Um romance enervante que conserva os seus segredos inacreditáveis até à última página. O buzz é real. Não lia nada tão bom desde "Em Parte Incerta".
Stephen King, autor de It, A Coisa
Um thriller que está tão bem construído, que tem uma construção narrativa tão boa, tão fenomenal, tão bem feita, que acaba por ser um livro com uma densidade superior à que é normal para um thriller. Uma experiência de leitura singular.
Maria João Covas, Livros? Gosto.
Que livro!! Sabem aquele tipo de livros que assim começamos a ler, nos intriga de tal forma que não conseguimos parar? É este livro. Um livro que nos deixa um gosto amargo na boca. Mas não deixa de ser surpreendente. A forma como a autora captou a essência de Ted e de Dee, e no-la conseguiu transmitir tão perfeitamente, coloca-a no meu top de autores. Muito bom mesmo. Recomendo.
As Leituras da Fernanda
Thriller do ANO. Fiquei doida com este livro! De boca aberta com a audácia da autora.
Cláudia Oliveira, blogue A mulher que ama livros
Criei mil e uma teorias e não acertei nenhuma. Quanto à escrita da autora, adorei! É fluída e envolvente. No final do livro só consegui expressar uma palavra. BRILHANTE! 5 estrelas bem gordas. Recomendo muito.
Paula Couto, blogue Entre os meus livros
Está aqui uma grande história. Diversos personagens, distintos pontos de vista e muitas perguntas por responder. Assassinos, desaparecimentos e segredos, muitos segredos... "Nada é o que parece" é dizer pouco para este livro. Depois de entrarmos, nada volta a ser o mesmo.
Miguel Gonçalves, blogue Capítulo M GeekHouse
Este poderia ser um livro de terror, poderia ser um simples thriller, mas é muito mais que isso. Esta é uma complexa história que deixa o leitor agarrado ao enredo até ao último parágrafo. Se gostam de um livro que vos deixe sem pé, que consiga abanar várias vezes as vossas convicções e aborde a psique humana, esta é uma aposta perfeita.
Shadow_Frozen (IG)
Fe-no-me-nal!Viciante, perturbador, intenso, inquietante e muito complexo. São 300 pág. de puro prazer de ler! Estrelas: 6*
Cristina Delgado, O tempo entre os meus livros
Sensacional… Não me recordo de outro romance nos últimos anos que se tenha atrevido a tanto e conseguido tanto.
A. J. Finn, autora de A mulher à janela
Poder-se-ia dizer que inalei este romance, mas confesso que estava demasiado ocupada a suster a respiração.
Joanne Harris, autora de Chocolate
Esta obra-prima do terror carrega uma carga emocional que perdura.
PUBLISHERS WEEKLY

COMENTÁRIOS DOS LEITORES

Quanto mais se lê melhor fica
Rita M | 2021-11-07
O início é um bocado estranho e pode até dar vontade de pousar e não ler mais mas vale mesmo muito a pena continuar pois acaba por fazer sentido. As personagens são muito bem descritas e faz-nos contnuar a ler para descobrir o que é que realmente se passa na cabeça delas para se comportarem de certa maneira.
Fantástico!
Telma | 2021-10-18
Escrevo sobre este livro, A Última Casa Em Needless Street, com uma sensação de irrealidade. De início, foi-me difícil entrar no estilo da narrativa. As várias entradas para cada personagem deixavam-me confusa. Quem é quem? Que papel interpretam nesta história? Depois adaptei-me e pareceu-me que a leitura corria lindamente. Tudo parecia incrivelmente óbvio. Quem era culpado, que crimes tinha cometido… não podia estar mais enganada! De um momento para o outro, o meu mundo foi sacudido por tanta surpresa que não podia fazer mais nada a não ser continuar a ler. Esta história é muito mais do que parece. Fala de esperança e redenção, de reencontros com o nosso eu, com o passado. De uma busca por algo que não sabemos bem se existe, mas que no fim nos liberta das amarras que nos prendem. Mais do que uma história de horror, que para mim de horror não tem nada (num bom sentido), esta é uma história sobre o ser humano e a sua capacidade de sobrevivência, de resistência à adversidade, ao abuso, à toxicidade das relações que estabelecemos e que são parte integral do que somos. Ted, Lauren e Olivia são personagens desta história e são, sem dúvida, a força motriz de um enredo que, no fim, me deixou de queixo caído.

DETALHES DO PRODUTO

A última casa em Needless Street
ISBN: 978-972-0-03465-6
Edição/reimpressão: 09-2021
Editor: Porto Editora
Código: 03465
Idioma: Português
Dimensões: 152 x 235 x 21 mm
Encadernação: Capa mole
Páginas: 336
Tipo de Produto: Livro
Classificação Temática: Livros > Livros em Português > Literatura > Policial e Thriller
Catriona Ward nasceu em Washington, DC, e cresceu entre os EUA, Quénia, Madagáscar, Iémen e Marrocos. Foi leitora de Inglês na Universidade de Oxford e trabalhou vários anos em Nova Iorque como atriz. Quanto regressou a Londres, terminou o seu primeiro romance, enquanto escrevia para uma fundação dedicada aos direitos humanos, e concluiu um mestrado em Escrita Criativa pela Universidade de East Anglia. O seu primeiro romance, Rawblood, foi publicado em 2015, tendo sido selecionado para o WHSmith Fresh Talent. A autora ganhou ainda o prémio August Derleth Award para o Melhor Romance de Terror em 2016, no âmbito dos British Fantasy Awards, com Rawblood, e novamente em 2018 com Little Eve, tornando-se a primeira mulher a repetir o prémio. Little Eve conquistou ainda o prestigiante Prémio Shirley Jackson Award de melhor romance e foi eleito Melhor Livro de 2018 pelo The Guardian.

Ver Mais