A Concubina Russa

A Concubina Russa

Código:04167
Edição/reimpressão:10-2008
Editor:Porto Editora
ISBN:978-972-0-04167-8
ver detalhes do produto
9,40€
-10%
EM
STOCK
COMPRAR
-10%
EM
STOCK
9,40€
COMPRAR
I10% DE DESCONTO EM CARTÃO
IEm stock - Envio imediato

SINOPSE

Uma poderosa história de amor, sobrevivência e lealdade, num fascinante e agitado momento da História.

Exiladas da Rússia após a Revolução Bolchevique, a bela e destemida Lydia e a sua aristocrática mãe refugiam-se em Junchow, na China.
Sozinha e sem recursos, Lydia serve-se da sua astúcia para sobreviver, ludibriando e roubando estrangeiros desprevenidos.
Nas ousadas investidas que faz pela cidade chinesa, Lydia cruza-se com um jovem comunista chinês, Chang An Lo, que a salva da morte certa, num perigoso confronto com as tríades chinesas.
Nesta atmosfera de perigo e exotismo, entre raptos, traições e o tráfico de ópio, Lydia e Chang apaixonam-se, desafiando o preconceito e a desonra.
Ver Mais

DETALHES DO PRODUTO

A Concubina Russa
Edição/reimpressão:10-2008
Editor:Porto Editora
Dimensões:151 x 234 x 38 mm
Encardenação:Capa mole
Páginas:584
Tipo de Produto:Livro
Classificação Temática: Livros em Português > Literatura > Romance
Kate Furnivall nasceu no País de Gales. A mãe, que viveu a sua infância entre a Rússia, a China e a Índia, descobriu em tenra idade que o mundo que nos rodeia é demasiado volátil, e que aquilo que tem realmente valor é o que transportamos na mente e no coração. São estes os valores que a autora explora em A Concubina Russa.
A autora estudou Inglês em Londres, no Reino Unido, e dedicou-se à área editorial durante alguns anos. Depois enveredou pela publicidade, altura em que conheceu o marido. Tem dois filhos e mora numa casa de campo antiga, dedicando-se inteiramente à escrita. Quando perdeu a mãe em 2000, Kate resolveu escrever um livro inspirado na sua história. O romance contém personagens ficcionadas, mas Kate usou muitas memórias que a mãe lhe confiou no relato dos acontecimentos do romance - particularmente os que dizem respeito a duas refugiadas russas, retidas numa colónia chinesa, sem dinheiro, no início do século XX.
Ver Mais

Este site utiliza cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência de navegação. Ao navegar estará a consentir a sua utilização. Saiba mais sobre a nossa política de privacidade. Tomei conhecimento e não desejo visualizar esta informação novamente.

OK