A Cidade e as Serras

avaliação dos leitores (8 comentários)
(8 comentários)
Formatos disponíveis
6,60€ I
5,28€ I
-30%
EM
STOCK
COMPRAR
-30%
EM
STOCK
6,60€ I
5,28€ I
COMPRAR
I 20% DE DESCONTO IMEDIATO + 10% EM CARTÃO
I EM STOCK
I RECOMENDADO PELO PLANO NACIONAL DE LEITURA

SINOPSE

Plano Nacional de Leitura
Livro recomendado para a Formação de Adultos como sugestão de leitura.

Nesta obra, Eça sugere o tema clássico do elogio da "aurea mediocritas", quando mostra que nem é o fausto, nem o conforto, nem a ciência que fazem o homem feliz, mas sim uma vida calma, simples e natural.

A descrição que faz da vida do campo é mais uma forma de idealização à maneira de Júlio Dinis. Revela-se um extraordinário paisagista. As descrições de A Cidade e as Serras concretizam o pensamento de Fradique Mendes: "a arte é um resumo da Natureza feito pela imaginação".

Lilaz Carriço, in Literatura Prática II, Porto Editora (adaptado)

Conheça todas as obras da Educação Literária na nossa página especial.
Ver Mais

COMENTÁRIOS DOS LEITORES

A Cidade e as Serras
Dália | 2021-02-16
De toda a obra de Eça de Queirós, um dos meus autores preferidos de sempre, este é o meu livro de eleição, junta numa só história a critica social, a comédia e claro a comparação das vivencias, através das suas “famosas” personagens, da cidade (civilização) e da aldeia. É um livro/uma narrativa que “revisito” muitas vezes, e de cada vez que volto encontro novos motivos para voltar sempre a ler de novo.
Intemporal... um clássico
Maria Silva | 2020-10-08
Um livro excelente sobre como a mudança na vida pode mudar uma pessoa. Eça de Queirós é sem dúvida um dos melhores escritores portugueses.

DETALHES DO PRODUTO

A Cidade e as Serras
ISBN: 978-972-0-04954-4
Edição/reimpressão: 06-2019
Editor: Porto Editora
Código: 04954
Idioma: Português
Dimensões: 128 x 198 x 20 mm
Encadernação: Capa mole
Páginas: 256
Tipo de Produto: Livro
Classificação Temática: Livros > Livros em Português > Literatura > Romance > Livros > Livros em Português > Plano Nacional de Leitura > Maiores de 18 anos > Literatura
Eça de Queiroz nasceu a 25 de novembro de 1845 na Póvoa de Varzim e é considerado um dos maiores romancistas de toda a literatura portuguesa, o primeiro e principal escritor realista português, renovador profundo e perspicaz da nossa prosa literária.
Entrou para o Curso de Direito em 1861, em Coimbra, onde conviveu com muitos dos futuros representantes da Geração de 70. Terminado o curso, fundou o jornal , em 1866, órgão no qual iniciou a sua experiência jornalística. Em 1871, proferiu a conferência «O Realismo como nova expressão da Arte», integrada nas Conferências do Casino Lisbonense e produto da evolução estética que o encaminha no sentido do Realismo-Naturalismo de Flaubert e Zola. No mesmo ano iniciou, com Ramalho Ortigão, a publicação de As Farpas, crónicas satíricas de inquérito à vida portuguesa.
Em 1872 iniciou a sua carreira diplomática, ao longo da qual ocupou o cargo de cônsul em Havana, Newcastle, Bristol e Paris. Foi, pois, com o distanciamento crítico que a experiência de vida no estrangeiro lhe permitiu que concebeu a maior parte da sua obra romanesca, consagrada à crítica da vida social portuguesa e de onde se destacam O Primo Bazilio, O Crime do Padre Amaro, A Relíquia e Os Maias, este último considerado a sua obra-prima. Morreu a 16 de agosto de 1900, em Paris.
Ver Mais