2012-10-01

Primeira biografia de Jorge Sampaio

O retrato de um homem pela mão do jornalista José Pedro Castanheira.

Partilhar:
Jorge Sampaio foi Presidente da República, Secretário-Geral do Partido Socialista, Presidente da Câmara Municipal de Lisboa, advogado, e marcou a História e a vida política portuguesa desde meados do século XX. A sua primeira biografia autorizada, assinada pelo jornalista do Expresso José Pedro Castanheira, é publicada no dia 11 de outubro, numa coedição da Porto Editora e das Edições Nelson de Matos.

Resultado de vários anos de pesquisa, este primeiro de dois volumes da obra Jorge Sampaio – Uma Biografia é uma viagem única que se inicia com as memórias de infância de Sampaio até à sua candidatura à Câmara Municipal de Lisboa, em 1989.

A apresentação de Jorge Sampaio – Uma Biografia está marcada para o dia 23 de outubro, às 18:00, no Anfiteatro 2 da Fundação Calouste Gulbenkian, e contará com a presença do autor e do biografado. A apresentação estará a cargo dos Drs. António Costa e Emílio Rui Vilar.

O LIVRO
Esta não é só a história de um homem especial. Através da biografia de Jorge Sampaio vai-se fazendo o retrato de uma geração que lutou contra a ditadura e ajudou a construir a democracia. É o relato do último século da vida política portuguesa. O autor, José Pedro Castanheira, teve acesso ao vastíssimo arquivo particular do ex-Presidente da República. E entrevistou uma centena e meia de pessoas: familiares e amigos, colegas de advocacia e companheiros das lides políticas, mas também vozes críticas, opositores e adversários. O resultado final é um trabalho absolutamente único. Um documento histórico impressionante e valioso.

O AUTOR
José Pedro Castanheira nasceu em 1952 e é jornalista profissional desde 1974. Estudou Economia no ISCEF e tem uma pós-graduação em Jornalismo pelo ISCTE e Escola Superior de Comunicação Social. Foi jornalista do diário A Luta, de que foi chefe de redação. Em 1979, ingressou no semanário O Jornal, onde oordenou um gabinete de grande reportagem e investigação. Desde 1989 que pertence aos quadros do semanário Expresso, onde tem a categoria de repórter principal. Especialista em assuntos sociais, dedicou-se nos últimos anos à grande reportagem e ao jornalismo de investigação, em particular sobre a história recente de Portugal e das ex-colónias.

Ganhou alguns dos mais prestigiados galardões de jornalismo atribuídos em Portugal: Prémio Macau de Jornalismo (1990) e Prémio Nacional de Reportagem de Imprensa (1993), ambos do Clube de Jornalistas; Primeiro Prémio de Reportagem (1993 e 1997), do Clube Português de Imprensa; Jornalista do Ano (1994), do Clube de Jornalistas do Porto; Grande Prémio Gazeta (2002), o principal prémio de jornalismo existente em Portugal; Medalha de Ouro comemorativa do 50º Aniversário da Declaração Universal dos Direitos do Homem (2004); Menção Honrosa do Prémio Cáceres Monteiro (2011). Fez parte dos corpos gerentes do Sindicato dos Jornalistas em vários mandatos, tendo sido eleito presidente da direção no biénio 1985/86. Em 1998 presidiu à Comissão Organizadora do 3º Congresso dos Jornalistas Portugueses.

Autor de vários livros, assinou reportagens em todos os territórios que, a 25 de Abril de 1974, ainda faziam parte, mesmo que nominalmente, do então «império»: os cinco países africanos de língua oficial portuguesa (Angola, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique e São Tomé e Príncipe), o enclave de São João Baptista de Ajudá (no Benim), Goa, Damão e Diu (na Índia), Macau e Timor-Leste. Cobriu, como enviado especial, as guerras na Croácia (1991/92), na Guiné-Bissau (1998/99) e em Timor-Leste (1999).

Este site utiliza cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência de navegação. Ao navegar estará a consentir a sua utilização. Saiba mais sobre a nossa política de privacidade. Tomei conhecimento e não desejo visualizar esta informação novamente.

OK