2015-01-05

Portugueses elegeram “corrupção” como PALAVRA DO ANO 2014

Os casos conhecidos ao longo do ano passado terão pesado na escolha dos portugueses. A palavra “xurdir” ficou em segundo lugar, seguindo-se a “selfie”.

Partilhar:

Corrupção: nome feminino 1. ato ou efeito de corromper ou corromper-se 2. decomposição física de alguma coisa; putrefação
3. modificação das características originais de algo; adulteração
4. figurado ato de corromper moralmente; perversão
5. estado do que é corrompido
6. uso de meios ilícitos para obter algo de alguém; suborno
Do latim corruptione-, «idem»

A PALAVRA DO ANO 2014 é “corrupção”. A escolha foi feita pelos portugueses através da votação direta no site Infopédia.pt durante todo o mês de dezembro passado. Em segundo lugar ficou a palavra “xurdir” e em terceiro lugar a palavra “selfie”.

Os vários casos de suspeita de corrupção que foram sendo conhecidos ao longo do ano passado, e a consequente atenção dada pelos media que alimentou debates e conversas, terão influenciado a escolha feita pelos portugueses.

A segunda palavra mais votada foi “xurdir”. O uso deste regionalismo, que significa “lutar pela vida; mourejar”, ressurgiu em 2014 em determinados circuitos e muito provavelmente devido às circunstâncias socioeconómicas que o país atravessa. Todavia, este ressurgimento constitui sobretudo uma prova da riqueza da língua portuguesa e da sua dinâmica, sendo de considerar que a conquista do segundo lugar na preferência dos portugueses, à frente de outras palavras mais conhecidas, poderá significar que o seu uso se irá generalizar, enriquecendo, assim, o vocabulário corrente.

Em terceiro lugar ficou a palavra “selfie”. Este autorretrato dos tempos modernos, marcado pelos telemóveis e redes sociais, faz parte do quotidiano da generalidade dos portugueses e o uso desta palavra está consolidado Os resultados oficiais da votação para a PALAVRA DO ANO 2014 são os seguintes:



A apresentação destes resultados aconteceu em sessão pública realizada esta manhã, às 11:00, na Biblioteca Municipal José Saramago, em Loures.

A lista de candidatas a PALAVRA DO ANO resulta do trabalho permanente de acompanhamento e análise da realidade da língua portuguesa feito pela Porto Editora, com base em critérios de frequência de uso e de relevância assumida quer através dos meios de comunicação social e das redes sociais, quer da utilização dos dicionários da Porto Editora nas suas versões online e mobile.

A PALAVRA DO ANO é uma iniciativa da Porto Editora que tem como objetivo principal enaltecer o património da língua portuguesa, sublinhando a importância das palavras e dos seus diferentes sentidos no nosso quotidiano.

Nas edições anteriores, as palavras vencedoras foram “bombeiro” (2013), “entroikado” (2012), “austeridade” (2011), “vuvuzela” (2010) e “esmiuçar” (2009).

Este site utiliza cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência de navegação. Ao navegar estará a consentir a sua utilização. Saiba mais sobre a nossa política de privacidade. Tomei conhecimento e não desejo visualizar esta informação novamente.

OK