2019-01-16

O Processo Violeta é o novo romance de Inês Pedrosa

Uma reflexão sobre a maturidade, uma investigação jornalística, uma sociedade de falsos moralismos.

Partilhar:

Porto Editora publica a 24 de janeiro o novo romance de Inês Pedrosa, O Processo Violeta, que nos leva até finais da efervescente década de 80 e nos dá a conhecer uma história de amor proibido entre uma professora de 32 anos, Violeta, e o seu aluno adolescente, Ildo, que ambiciona tornar-se toureiro como o pai que nunca conheceu. Paralelamente, a investigação desse mesmo caso pelo novo jornal O Insubmisso completa o retrato da época pós-revolucionária, marcada pela fusão das velhas elites familiares com as novas elites do dinheiro e pela emergência de uma nova geração cosmopolita e ambiciosa.

Questionando conceitos e preconceitos, este é um romance que reflete sobre a ideia de maturidade, apresentando-nos uma sociedade agitada pelo confronto entre tradição e modernidade, por uma aceleração vertiginosa e por uma progressiva legiferação da vida privada.

Estão já confirmadas sessões de apresentação de O Processo Violeta no Porto, Lisboa e Leiria (detalhes abaixo).

SINOPSE

No Portugal festivo e individualista do fim da década de 80, Violeta, uma professora de 32 anos, engravida de Ildo, um aluno de 14 anos, filho de uma mãe solteira cabo-verdiana. O Insubmisso, novo jornal de uma elite em ascensão, perseguirá a história e descobrirá que o pai de Ildo é um cavaleiro tauromáquico aristocrata. O escândalo do chamado processo Violeta contrastará com o silêncio absoluto através do qual Ana Lúcia, amiga de Violeta, oculta a sua violação por um outro aluno de 14 anos da mesma escola. Este romance apaixonante interroga, com inteligência, imaginação e humor, os interditos de uma sociedade que se diz livre e despida de preconceitos. O processo Violeta é, afinal, o de um país de hábitos clandestinos, esconsos, sacrificiais e crepusculares.

Sessões de apresentação

Porto | Porto de Encontro | 26 de fevereiro, 17:00, Biblioteca Almeida Garrett. Apresentação de Júlio Machado Vaz

Lisboa | 6 de fevereiro, 18:30, El Corte Inglés Lisboa. Apresentação de Nuno Júdice

Porto | 23 de fevereiro, Fnac NorteShopping, 18:00

Leiria | 27 de fevereiro, Livraria Arquivo, 18:30

Lisboa | 28 de fevereiro, Fnac Chiado, 18:30

A AUTORA

Inês Pedrosa (1962, Coimbra) tem uma vasta obra de ficção, crónica, dramaturgia e biografia, na qual se destacam os romances Nas Tuas Mãos (1997, Prémio Máxima de Literatura), Fazes-me Falta (2002, mais de 150 mil exemplares vendidos), A Eternidade e o Desejo (2007, finalista dos Prémios Portugal Telecom e Correntes d’Escritas), Os Íntimos (2010, Prémio Máxima de Literatura), Dentro de Ti Ver o Mar (2012) e Desamparo (2015).

Livros seus estão publicados nos Estados Unidos da América, na Alemanha, no Brasil, na Croácia, em Espanha e em Itália. O seu percurso jornalístico foi distinguido com vários prémios. Dirigiu a Casa Fernando Pessoa entre 2008 e 2014. Trabalha também como tradutora e curadora de eventos literários. Participa no programa semanal de debate político O Último Apaga a Luz (RTP3) e no programa semanal de debate sobre literatura A Páginas Tantas (Antena 1). É autora e realizadora do programa semanal sobre questões de Género Um Homem, Uma Mulher (Antena 1). Em 2017 lançou uma editora, Sibila Publicações. O Processo Violeta é o seu mais recente romance.

Este site utiliza cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência de navegação. Ao navegar estará a consentir a sua utilização. Saiba mais sobre a nossa política de privacidade. Tomei conhecimento e não desejo visualizar esta informação novamente.

OK