2020-07-08

Melanie Cantor celebra a vida em A morte e outros finais felizes

Um romance de estreia divertido e provocador, que desafia os leitores a perceberem o que é realmente importante

Partilhar:

«O que faria se tivesse apenas três meses de vida?» Esta questão dá o mote para A morte e outros finais felizes, o surpreendente e divertido romance de estreia de Melanie Cantor, disponível nas livrarias de todo o país a partir de dia 16 de julho com o selo da Porto Editora.

A descoberta de uma doença terminal conduz Jennifer Cole a uma reflexão sobre a vida, que a ajuda a decidir o que fazer nos 90 dias que lhe restam. Concentrando-se nos aspetos positivos – não continuará a ter de viver num mundo sem Bowie ou Maya Angelou, nem sofrerá de Alzheimer ou Parkinson como os pais –, percebe que apenas se arrepende das relações que perdeu. Assim, em vez de cumprir uma lista de sonhos por realizar, decide escrever uma carta às três pessoas mais importantes da sua vida, revelando tudo aquilo que guardou para si ao longo dos anos. As respostas e as surpresas não tardam a aparecer.

A morte e outros finais felizes é uma celebração da vida e do poder do amor e da amizade sobre a perda. Para Melanie Cantor, a mensagem principal resume-se numa frase atribuída ao Papa Paulo VI: "Alguém deveria dizer-nos, no início das nossas vidas, que vamos morrer. Então, talvez as vivêssemos até ao limite, a cada minuto de cada dia! Faz!, digo eu. O que quer que desejes fazer, faz agora".

Com um registo bem-humorado, muito visual e em que os diálogos assumem especial importância, a autora quis criar uma história o mais realista possível, que permita aos leitores vivê-la lado a lado com as personagens.

SOBRE O LIVRO

Nada como receber a notícia de que temos os dias contados para percebermos o que é realmente importante.

Quando Jennifer Cole descobre que tem apenas três meses de vida, decide escrever três cartas: uma para irmã egoísta e arrogante, outra para o ex-marido traidor e amoral e a terceira para seu charmoso, mas pouco confiável, ex-namorado. As cartas expressam tudo o que ela sempre quis dizer, mas nunca teve coragem. Embora temendo as piores reações, Jennifer reconhece que os desabafos lhe retiraram um enorme peso dos ombros e sente-se mais leve e tranquila.
Mas, como ela em breve descobrirá, a verdade tem formas muito interessantes de nos surpreender. E a morte também.

SOBRE A AUTORA

Fundou a sua própria empresa de relações públicas aos 26 anos, tendo sido já responsável pelas carreiras de apresentadores como Michael Parkinson, Angela Rippon e a estrela pop, Adam Ant; foi também editora em revistas como Tatler e OK!. Em 1992, dedicou-se à área da gestão e contou com nomes como Ulrika Jonsson, Melinda Messenger e Melanie Sykes entre os seus clientes.
Acabou por se dedicar em tempo integral à escrita em 2013, e integrou o curso de redação de romances da Faber Academy, liderado por Joanna Briscoe. Este é o seu primeiro romance publicado.

 

Este site utiliza cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência de navegação. Ao navegar estará a consentir a sua utilização. Saiba mais sobre a nossa política de privacidade. Tomei conhecimento e não desejo visualizar esta informação novamente.

OK